Um dia nas instalações de fabrico do estágio superior Fregat

O estágio Fregat é um estágio superior universal, que pode ser usado como parte de um veículo lançador de classe média e pesada. O Fregat continua a ser o único estágio superior do mundo que pode colocar naves espaciais em 3 ou mais órbitas diferentes num único lançamento. O estágio superior foi desenvolvido nos anos 90 pela Associação Cientifica de Produção S.A. Lavochkin (NPOL) com base no sistema de propulsão da estação interplanetária automática Phobos. Além da versão básica (incluindo Fregat-M), também foram criadas modificações Fregat-SB e Fregat-MT.

De forma geral, os estágios superiores são usados nos veículos de lançamento como um estágio adicional. Garantem a injecção de satélites numa ampla gama de órbitas próximas à Terra, bem como em trajectórias interplanetárias. O sistema de controle independente do estágio superior fornece uma solução para o problema de navegação começando com o lançamento do foguetão lançador, o que garante alta precisão do lançamento do satélite. O estágio superior Fregat pode atingir o objectivo da missão usando as suas próprias margens de desempenho disponíveis.

Até à data, foram lançados mais de 70 estágios superiores Fregat. A empresa russa NPOL emprega mais de 4.500 pessoas.

Vista geral das instalações de produção dos diferentes elementos do estágio Fregat a partir da cabine do guindaste. Diferentes partes do estágio superior Fregat são produzidas em diferentes oficinas nas instalações da empresa, e a montagem final ocorre na Oficina de Montagem Final de Carenagem e Estágio Superior.

A base do Fregat é um bloco de tanques, construído de acordo com um padrão de monobloco. Possui uma configuração torosférica composta por seis tanques esféricos soldados, separados por fundos esféricos. Quatro deles são tanques para oxidante e prepolente, dois tanques acomodam instrumentos e equipamentos (um deles é hermeticamente fechado). As fotos mostram o processo de fabricação do bloco do tanque.

Soldagem de elementos do tanque de prepolente do Fregat. A soldagem a arco de árgon é usada, inclusive em câmaras de vácuo. Processos químicos são também realizados para reduzir o peso da estrutura.

O tempo de fabrico de um estágio Fregat é de 18 meses, com a empresa a ser capaz de produzir 12 estágios por ano.

Início da instalação do equipamento no conjunto de tanques do estágio Fregat. Um dos tanques (hermeticamente selado) acomoda o monobloco do sistema de controle, incluindo equipamentos de navegação por satélite e ventiladores do sistema de controle térmico. O outro tanque (não hermético) é um pequeno compartimento de instrumentos, unidades de serviço e tanques esféricos de alta pressão do sistema. propulsores do sistema principal de controle de atitude e motor.

Montagem de um estágio Fregat-SB. Como, para o motor principal seleccionado, o volume do oxidante usado é maior que o volume do combustível, para fins de optimização do seu desenho, os tanques do oxidante estão embutidos nos tanques de combustível, o que permite diferentes volumes de tanques com as mesmas dimensões externas e seu abastecimento total com combustível.

Operações de montagem final.

A NPLO também produz carenagens de protecção de 3,715 metros.

Montagem do sistema de separação da carenagem de protecção.

Operações do guindaste com o interestágio que garante a ligação entre o estágio Fregat e os estágios inferiores do foguetão lançador e com a carenagem de protecção.

Trabalho com o sistema pneumo-hidráulico.

Montagem final de um estágio Fregat-MT (com tanques adicionais de média capacidade). O Fregat-MT é um estágio superior modernizado para o Centro Espacial da Guiana Francesa. A modernização consiste na adaptação do sistema de radiotelemetria Fregat às estações de rastreio terrestre europeias.

Testes de pressão e de vácuo.

Transferência do estágio Fregat para os testes eléctricos finais.

Depois de realizados os testes, o estágio Fregat é colocado no seu contentor de transporte.

Uma carenagem fabricada na NPOL.

___

Texto original: Photo-report from Lavochkin Scientific and Production Association, One day at Fregat upper stage manufacturing facility publicado por GK Launch Services.

Tradução, edição e adaptação: Rui C. Barbosa

Imagens: GK Launch Services

%d blogueiros gostam disto: