SpaceX vai lançar nova Dragon para a ISS

A SpaceX irá lançar uma nova missão logística para a estação espacial internacional às 1751UTC do dia 4 de Dezembro. O lançamento da cápsula não tripulada Dragon SpX-19 para a missão CRS-19, será levado a cabo pelo foguetão Falcon 9-077 (B1056.3) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS.

Esta é a terceira utilização desta cápsula Dragon após ter sido utilizada na 4.ª e na 11.ª missão logística da empresa norte-americana.

A bordo da Dragon SpX-19 seguem várias experiências, mantimentos e componentes para a estação espacial internacional, além de vários pequenos satélites que serão posteriormente colocados em órbita. Estes satélites são: CIRiS, SORTIE, CryoCube-1, QARMAN, AztechSat-1, EdgeCube e o MakerSat-1.

A bordo da missão CRS-19 segue também o sistema de observação hiperespectral japonês HISUI (Hyperspectral Imager Suite). Desenvolvido pelo Ministério Japonês da Economia, Comércio e Industria, tem como objectivo obter os dados necessários para a aplicação a larga escala de detecção remota hiperespectral para a exploração de recursos naturais (petróleo, gás e minérios) e outros campos, tais como agricultura, florestação e problemas costeiros.

O CIRiS (Compact Infrared Radiometer in Space) é um CubeSat-6U com uma massa de cerca de 6 kg desenvolvido pela Universidade Estatal do Utah e pela Ball Aerospace, que desenvolveu a carga a bordo. Esta é uma missão de demonstração de um sistema de observação com um radiómetro que opera nos comprimentos de onde de 7 a 13 micrómetros.

O satélite SORTIE (Scintillation Observations and Response of The Ionosphere to Electrodynamics) é um CubeSat-6U que irá investigar as causas que originam o aparecimento das estruturas de plasma na região F da ionosfera terrestre, levando às bolhas de plasma equatoriais, e a evolução dessas estruturas após a sua formação. O satélite foi desenvolvido COSMIAC e será operada pela ASTRA LLC (Atmospheric & Space Technology Research Associates).

O CryoCube é um CubeSat-3U desenvolvido pelo Centro Espacial Kennedy e pela Sierra Lobo, Inc. que irá levar a cabo experiências de gestão de fluídos criogénicos. A missão foi seleccionada como parte do programa ELaNa.

O satélite QARMAN (QubeSat for Aerothermodynamic Research and Measurements on Ablation) é um CubeSat-3U belga projectado pelo Instituto Von Karman para demonstrar as tecnologias de reentrada, em particular novos materiais para escudos térmicos, novos sistemas de atrito aerodinâmico passivo e sistemas de estabilização de atitude. O satélite irá também demonstrar a transmissão de dados durante a reentrada através de satélites de retransmissão na órbita terrestre baixa. A sua missão terá uma duração de 3 meses. O satélite, com uma massa de 4 kg, faz parte da constelação QB50 com o código (QB50 BE05).

O pequeno satélite AztechSat-1 é um CubeSat-1U desenvolvido pela UPAEP e que será operado pelo Centro de Pesquisa Espacial Ames da NASA e pela UPAEP. A missão irá demonstrar a utilização da constelação Globalstar na órbita terrestre baixa para comunicações móveis por satélite e transmissão de dados. O satélite tem uma massa de 1 kg.

Desenvolvido e operado pela Universidade Estatal de Sonoma, o EdgeCube é um CubeSat-1U com uma massa de 1 kg. É uma missão de demonstração para a monitorização global dos ecossistemas terrestre. O satélite transporta seis pares de fotossensores e filtros que são orientados na direcção normal do eixo de rotação do satélite para varrerem a superfície terrestre.

O Makersat-1 foi desenvolvido pela Northwest Nazarene University e pela NearSpace Launch. É um CubeSat-1U com uma massa de 1 kg. O satélite irá testar o conceito de uma missão fabricada e montada em microgravidade a bordo da estação espacial internacional. Esta é a primeira missão explicitamente projectada para ser impressa em 3D a bordo da ISS, sendo posteriormente rapidamente montada pelos astronautas em apenas 5 minutos sem a utilização de ferramentas e posteriormente colocada em órbita.

O ensaio estático para esta missão teve lugar a 26 de Novembro, tendo decorrido como previsto.

Imagem do teste estático: SpaceFlight Now

%d blogueiros gostam disto: