Sondas científicas do BepiColombo empilhadas

As duas sondas científicas da missão conjunta ESA-JAXA BepiColombo estão ligadas na sua configuração de lançamento e o módulo de transporte e sonda científica da Europa receberam autorização para serem carregados com propelentes.

A missão completou a sua Avaliação de Aceitação de Qualificação na semana passada, o que confirma que está a caminho do seu lançamento no dia 19 de Outubro. A missão das três aeronaves está programada para ser lançada num Ariane 5 às 03:45 CEST (01:45 GMT), a 19 de Outubro, ou 22:45, em Kourou, no dia 18 de Outubro, com a janela de lançamento aberta até 29 de Novembro.


Após a bem-sucedida revisão de aptidão a 30 de Agosto, os propelentes químicos – como a hidrazina – podem ser adicionados ao Módulo Europeu de Transferência de Mercúrio (MTM) e à Sonda Planetária de Mercúrio (MPO).

Estas importantes revisões representam mais um marco importante na nossa campanha de lançamento, levando-nos às fases finais dos nossos preparativos de lançamento, enquanto a longo prazo permitem a viagem e as operações em Mercúrio,” afirma Ulrich Reininghaus, director do projecto BepiColombo da ESA.

Com as atividades de abastecimento planeadas de 5 a 12 de Setembro, será alcançado um ponto técnico sem retorno. Após o empilhamento mecânico, a verificação da integridade eléctrica final e a transferência para o edifício para a montagem final, o lançamento será o próximo grande evento.”

O módulo de transferência usará propulsão de iões e propulsão química, em combinação com voos aproximados de gravidade na Terra, Vénus e Mercúrio, para aproximar as duas sondas científicas de Mercúrio, de modo a serem gravitacionalmente capturadas para a sua órbita.

Uma vez lá, a MPO usará os seus pequenos propulsores para libertar a Sonda Magnetosférica de Mercúrio (MMO) da JAXA na sua órbita elíptica em torno de Mercúrio, antes de se separar e descer para a sua própria órbita, mais próxima do planeta.

Este mês, os dois módulos científicos foram organizados na sua configuração de lançamento, pela primeira vez em mais de um ano; a última ocasião foi no centro técnico da ESA, na Holanda, durante o teste final antes do embarque para o Porto Espacial da Europa, em Kourou, na Guiana Francesa.

O MTM será integrado na parte inferior da pilha quando as actividades de carregamento do propelente tiverem sido concluídas. Já foi executada uma simulação de integração, na semana passada, com os módulos não-abastecidos. O protector solar que protegerá a MMO da radiação do Sol na jornada de sete anos também será adicionado muito mais perto do lançamento.

A longa viagem até Mercúrio ainda não começou, mas sinto que as duas sondas científicas já têm um forte vínculo entre si, graças à longa história desta missão,” diz Go Murakami, cientista do projeto BepiColombo da JAXA. “Acredito que conseguirão uma missão muito bem-sucedida com as suas medições científicas conjuntas.”

Os principais objetivos da MMO são fornecer um estudo detalhado do ambiente magnético de Mercúrio, a interacção do vento solar com o planeta e as diversas espécies químicas presentes na exosfera – a atmosfera extremamente ténue do planeta.

A MPO focará mais nos processos da superfície e na composição, e junto com a MMO, ajudará a reunir a imagem completa da interacção do vento solar no ambiente e na superfície do planeta. Juntas, observarão como essa interacção na superfície se reflecte no que é observado na exosfera e como isso varia no tempo e na localização – algo que só pode ser alcançado com duas aeronaves em órbitas complementares.

Ver as duas sondas científicas da missão BepiColombo finalmente unidas e saber que permanecerão agora nessa configuração durante os próximos sete anos é bastante emocional,” diz Johannes Benkhoff, cientista do projecto BepiColombo da ESA. “É outra forte indicação de que começaremos a nossa missão em breve, e estou realmente ansioso por todas as medições científicas que planeamos com instrumentos nessas duas sondas.”

Linha cronológica do BepiColombo

Para mais imagens dos preparativos para o lançamento em Kourou, visite a galeria de imagens de BepiColombo.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

 

%d blogueiros gostam disto: