Sonda InSight termina operações na superfície de Marte

A 18 de Dezembro de 2022 a sonda InSight não respondeu às comunicações enviadas a partir da Terra. A energia disponível a bordo da sonda tem diminuído nos últimos meses devido à acumulação de poeiras nos painéis solares do veículo. Esta era uma situação esperada e os controladores da agência espacial norte-americana assumem que a InSight terá chegado ao final das suas operações na superfície de Marte. A última vez que o controlo de missão contactou a sonda foi a 15 de Dezembro.

A missão InSight desceu em Elisium Planitia, uma região equatorial de Marte, a 26 de Novembro de 2018, onde levou a cabo experiências com o objectivo de se ter um melhor conhecimento do interior do Planeta Vermelho.

A missão InSight – Interior Exploration using Seismic Investigations, Geodesy and Heat Transport – foi a primeira missão dedicada a compreender a estrutura interior de Marte. Originalmente designada Geophysical Monitoring Station (GEMS), e também conhecida como Discovery 12, a missão foi dirigida pelo Jet Propulsion Laboratory (JPL).

 

Os principais objectivos da missão foram o de auxiliar na obtenção de uma melhor compreensão sobre a  formação dos planetas terrestre e a sua evolução ao estudar o interior de Marte, e determinar a actividade sísmica e de impactos na superfície. A missão teve também como objectivo determinar a espessura e estrutura da crosta marciana; a composição, estrutura e tamanho do seu manto; e a composição e estado físico do seu núcleo, caracterizando o estado térmico do interior do planeta, medindo a sua actividade sísmica e a intensidade dos impactos de meteoritos em Marte

Os instrumentos a bordo são o Seismic Experiment for Interior Structure (SEIS), o Heat Flow and Physical Properties Probe (HP3), o Rotation and Interior Structure Experiment (RISE), o Auxiliary Payload Sensor Subsystem (APSS), o Temperature and Wind for InSight (TWINS), o Laser Retroreflector for Mars (LaRRI), o Instrument Deployment Camera (IDC) e o Instrument Context Camera (ICC).

A InSigh foi desenvolvida pela Lockheed Martin, com a sua construção a ser iniciada em Maio de  2014. O veículo tinha uma massa no lançamento de 694 kg. O veículo tem uma largura de 1,56 metros e uma envergadura de 6,0 metros com os painéis solares totalmente abertos.

Imagens: NASA



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post