Satélites OneWeb lançados desde Baikonur

A Starsem, uma filial da Arianespace, levou a cabo o lançamento de 34 novos satélites para a rede de serviços global OneWeb a partir do Cosmódromo de Baikonur.

O lançamento teve lugar às 2213:40.425UTC do dia 21 de Agosto de 2021, sendo realizado pelo foguetão 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat (N15000-050/123-03) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 ‘Vostok’. Esta foi a missão ST34 e colocou em órbita os satélites OneWeb-255 a OneWeb-288.

A missão teve uma duração de 3 horas 45 minutos, envolvendo várias queimas do estágio Fregat, tendo como objectivo a colocação dos 34 satélites numa órbita com uma altitude média de 450 km e com uma inclinação de 84,7.º. A carga total foi de 5.518 kg.

Esta foi a 59.ª missão de um lançador Soyuz levada a cabo pela Starsem. A Starsem é uma filial da Arianespace dedicada a fornecer serviços de lançamentos comerciais com a confiável e comprovada família de veículos lançadores Soyuz. A organização europeia-russa reúne todos os principais actores envolvidos na produção e operação dos foguetões Soyuz e é responsável pelas vendas internacionais do veículo de lançamento mais versátil do mundo.

Criada em 1996, a Starsem oferece os foguetões Soyuz para uma ampla gama de necessidades de missão, incluindo sistemas de telecomunicações por satélite, satélites científicas e plataformas meteorológicas ou de observação da Terra. A Starsem oferece a cada cliente um verdadeiro serviço pronto para uso, desde o fabrico do veículo lançador até os preparativos para a missão nos cosmódromos de Baikonur e Vostochniy, além da entrega bem-sucedida em órbita de cargas úteis.

Os satélites OneWeb

Os primeiros seis satélites OneWeb foram colocados em órbita a 27 de Fevereiro de 2019 a partir do CSG Kourou, Guiana Francesa. Anteriormente designada WorldVu, a constelação OneWeb é uma constelação que deverá ser composta por 648 satélites para fornecer acesso à Internet em todo o globo para consumidores individuais e companhias aéreas, além de serviços a operadores marítimos, serviços de backhaul, comunidades de Wi-Fi, serviços de respostas de emergência, etc.

Uma vez estabelecida em órbita, a rede OneWeb irá oferecer serviços 3G, TLE, 5G e cobertura Wi-Fi, fornecendo um acesso de alta velocidade em todo o mundo (por ar, terra e mar).

Em Junho de 2015 a Airbus Defence and Space foi seleccionada para construir cerca de 900 satélites com os primeiros a serem fabricados em Toulouse, França, e os seguintes nos Estados Unidos. Em Janeiro de 2015 a Airbus Defence and Space e a OneWeb Ltd. criaram a OneWeb Satellites para construir os satélites que transportam uma carga de comunicações de banda Ku (duas antenas), Ka (duas antenas) e duas antenas omnidirecionais TTC, . A estrutura mecânica dos satélites é desenvolvida pela RUAG Switzerland.

A constelação foi originalmente projectada para ter ligações inter-satélites, mas em Julho de 2018, a OneWeb decidiu não a implementar por motivos de regulamentação e substituiu essas ligações por mais de 40 gateways em todo o mundo, cada uma capaz de se conectar a satélites a até 4.000 km de distância.

Em Dezembro de 2018 foi anunciado que a constelação inicial seria reduzida em 33% para 600 satélites devido ao desempenho melhor do que o esperado dos satélites de demonstração.

Em Março de 2020 a OneWeb entrou com pedido de bancarrota. Os activos da OneWeb foram leiloados em Julho de 2020. Um consórcio formado pela empresa de telecomunicações indiana Bharti Global e pelo governo do Reino Unido venceu o leilão.

Lançamento Data de Lançamento

Hora (UTC)

Lançador

Missão

Local de Lançamento Carga
2019-010 27/Fev/19

21:37:00,129

U15000-016/M133-15

VS21

CSG Kourou

ELS

OneWeb L1 (x6)
2020-008 06/Fev/20

21:42:41,095

U15000-048/123-01

ST27

Baikonur

LC31 PU-6

OneWeb L2 (x34)
2020-020 21/Mar/20

17:06:58,196

N15000-049/123-02

ST28

Baikonur

LC31 PU-6

OneWeb L3 (x34)
2020-100 18/Dez/20

12:26:26,327

V15000-004/123-08

ST29

Vostochniy

LC-1S

OneWeb L4 (x36)
2021-025 25/Mar/21

02:47:33,180

V15000-005/123-09

ST30

Vostochniy

LC-1S

OneWeb L5 (x36)
2021-031 25/Abr/21

23:14:08,194

V15000-006/123-11

ST31

Vostochniy

LC-1S

OneWeb L6 (x36)
2021-045 27/Mai/21

17:38:39,549

V15000-007/123-10

ST32

Vostochniy

LC-1S

OneWeb L7 (x36)
2021-060 01/Jul/21

12:48:33,383

Kh15000-008/123-12

ST33

Vostochniy

LC-1S

OneWeb L8 (x36)
2021-075 18/ago/21

22:23:17

N15000-050/123-0x

ST34

Baikonur

LC31 PU-6

OneWeb L8 (x34)

Cada satélite tem uma massa de 147,5 kg. Operados pela OneWeb Ltd. e com um tempo de vida em órbita de mais de sete anos, os satélites irão operar a uma altitude de 1.200 km. Os satélites serão lançados desde Baikonur, Vostochniy ou Kourou.

O contrato assinado em Junho de 2015 prevê o lançamento da designada ‘Fase 1’ da constelação OneWeb, cobrindo 21 lançamentos utilizando lançadores Soyuz-2 em 2020 e 2021.

Em Março de 2019 um novo contrato de lançamento foi assinado especificando a utilização do lançamento de qualificação da versão Ariane-62 (final de 2020) e mais duas opções Ariane (quer na sua versão 62 acomodando até 32 satélites, ou na versão 64 acomodando até 78 satélites) a ser utilizadas a partir de 2023.

Campanha de lançamento

Após a conclusão da montagem pré-lançamento, integração e teste nas instalações de fabrico na Florida, os satélites OneWeb chegam ao aeroporto de Vostochniy e dá-se início à campanha de lançamento. As actividades durante as primeiras semanas da campanha de lançamento incluem a preparação dos satélites nas instalações de processamento de carga, seguindo-se o abastecimento de cada satélite e a sua colocação no dispensador de carga nas instalações de processamento de matérias perigosas. O conjunto ‘satélites / dispensador’ é então acoplado ao estágio superior Fregat, e juntos são encapsulados sob a carenagem, criando assim o conjunto Compósito Superior.

A sete dias do lançamento (ou na noite entre o sétimo e o sexto dia antes do lançamento) o conjunto Compósito Superior (que inclui já a baía de carga intermédia) é transferido para as instalações de montagem do foguetão lançador. Entre seis a quatro dias antes do lançamento, procede-se à acoplagem do sistema Compósito Superior com o terceiro estágio Blok-I do lançador, finalizando assim a montagem do foguetão e permitindo que todas as conexões sejam verificadas.

A quatro dias do lançamento procede-se à revisão de todos os preparativos do transporte do foguetão lançador para a plataforma de lançamento. A transferência para a plataforma de lançamento dá-se a três dias deste e a dois dias é levado a cabo o ensaio geral do lançamento, verificando-se o sistema de orientação do lançador.

A contagem decrescente final é iniciada a T-9h, verificando-se todos os sistemas dos três estágios do foguetão lançador. A T-5h 10m são levados a cabo as verificações dos sistemas do estágio superior Fregat. A verificação para a autorização do abastecimento ocorre a T-4h 20m e o abastecimento do lançador inicia-se a T-4h, terminando a T-1h 35m.

As duas metades da plataforma de serviço, que permite o acesso dos técnicos aos diferentes estágios do lançador, são separadas e colocadas na posição de lançamento a T-30m. A chave de lançamento é colocada na posição ‘Lançamento’ a T-5m 9s. A T-5m o estágio Fregat começa a utilizar as suas baterias internas para o fornecimento de energia. A T-2m 25s inicia-se a pressurização dos tanques de propelente com a separação do mastro umbilical de abastecimento. A T-40s o lançador começa a utilizar as suas baterias internas para o fornecimento de energia e a T-28s ocorre a separação do mastro umbilical de abastecimento dos estágios inferiores. A T-19s ocorre a ignição dos propulsores laterais (primeiro estágio) e do estágio central Blok-A, atingindo-se o nível de força primário a T-14s.

Lançamento

O objectivo principal da missão foi a colocação numa órbita terrestre baixa de 34 satélites OneWeb. A separação dá-se a uma altitude aproximada de 450 km e uma inclinação orbital de 84,7.º. No lançamento a massa total era de 5.518 kg (incluindo um máximo de 147,5 kg por satélite, a massa da carenagem ST e o dispensador de carga OneWeb).

Logo após abandonar a plataforma de lançamento, o lançador inicia um breve voo vertical e depois alinha-se com o seu azimute de voo. A separação dos quatro propulsores laterais ocorre a T+1m 57,9s. O estágio central (segundo estágio) separa-se a T+4m 47,5s. A separação das duas metades da carenagem de protecção ocorre a T+4m 50,4s. O terceiro estágio separa-se a T+9m 23,8s.

A primeira ignição do estágio superior Fregat decorre a T+10m 23s. A primeira separação de dois satélites OneWeb ocorre a T+1h 11m 40s.

Os restantes satélites irão separar-se em grupos de quatro veículos, com o segundo grupo a separar-se a T+1h 30m 50s, seguindo-se o terceiro grupo a T+1h 50m 0s. O quarto grupo separa-se a T+2h 9m 10s, o quinto grupo a T+2h 28m 20s e o sexto grupo a T+2h 47m 30s. O sétimo grupo de satélites separa-se a T+3h 6m 40s, o oitavo a T+3h 25m 50 e o nono e último grupo a T+3h 45m 0s.

Após a separação dos últimos satélites o estágio superior realiza uma última queima com o objectivo de o direccionar para uma reentrada atmosférica destrutiva.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 6101

– Lançamento orbital Rússia: 3283 (53,81%)

– Lançamento orbital desde Baikonur: 1514 (24,82% – 46,12%)

 

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

6102 – 20 Ago (?) (????:??) – Chang Zheng-2C – Jiuquan, LC43/94 – HWR (x2)

6103 – 23 Ago (????:??) – Chang Zheng-3B/G? – Xichang, LC3 – TJSW-7

6104 – 27 Ago (2100:??) – Rocket-3.3 – Kodiak PSC, LP-3B – STP-27AD1

6105 – 28 Ago (0737:12) – Falcon 9-124 – CE Kennedy, LC-39A – Dragon v2 SpX-23 (CRS-23)

6106 – 09 Set (1100:??) – Chang Zheng-3B/G2 – Xichang, LC2 – Zhongxing-9B



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post