Rússia realiza teste ASAT desde Plesetsk

A 16 de dezembro de 2020, a Rússia levou a cabo um novo teste de seu sistema anti-satélite Nudol.

Este teste não foi anunciado oficialmente, tendo a sua realização sido divulgado pelo Comando Espacial dos Estados Unidos.

No entanto, a Rússia emitiu uma notificação NOTAM formal.

Este parece ser o décimo teste do sistema – um teste em junho de 2019 foi planeado, mas provavelmente não ocorreu. Os primeiros dois testes foram mal sucedidos.

Também designado RTTs-181M, o sistema foi projectado para defender Moscovo de um ataque nuclear, servindo também de arma anti-satélite.

De recordar que os Estados Unidos desenvolveram no passado sistema anti-satélite, sendo o teste mais recente realizado a 14 de Fevereiro de 2008 quando o satélite USA-193 foi destruído por um míssil RIM-161 SM-3, numa operação que foi justificada pelo facto de aparentemente o satélite conter ainda uma carga de hidrazina a bordo que implicava um potencial risco devido ao facto de o satélite apresentar uma trajectória orbital que o faria reentrar descontrolado na atmosfera terrestre.

Já a 13 de Setembro de 1985 os Estados Unidos haviam testado um sistema ASAT quando um míssil ASM-135 foi disparado a partir de um caça F-15 em voo destruindo o satélite P78-1 Solwind em órbita.



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post