Rússia poderá fazer sete lançamentos orbitais em Julho

Recentemente, e após o lançamento do satélite meteorológico Meteor-M 2-2 a partir do Cosmódromo de Vostochniy, Dmitry Rogozin – Director Geral da Corporação Estatal Roscosmos – revelou que a Rússia deverá levar a cabo sete lançamentos orbitais no mês de Julho.

Ora, sabendo de antemão que quatro destes lançamentos têm datas já previamente definidas, podemos chegar à conclusão que o Cosmódromo GIK-1 Plesetsk poderá albergar três lançamentos orbitais não anunciados oficialmente.


São várias as hipóteses que se perfilam para as três missões secretas a ser lançadas desde Plesetsk. Porém, três destacam-se de entre a lista de missões possíveis, nomeadamente o lançamento do satélite de comunicações 14F112M Meridian-M n.º 18L, o lançamento do primeiro satélite de reconhecimento militar por radar 14F01 Neitron, ou o lançamento de um outro satélite militar não identificado utilizando um foguetão lançador 14A15 Soyuz-2.1v/Volga. O lançamento dos satélites Meridian e Neitron será levado a cabo por vectores 14A14-1A Soyuz-2.1a/Fregat-M.

No entanto, esta hipótese esbarra com uma dificuldade. Tanto o lançador 14A14-1A Soyuz-2.1a/Fregat-M como o lançador 14A15 Soyuz-2.1v/Volga, utilizam a mesma Plataforma de Lançamento 17P32-4 (LC43/4) em Plesetsk e como a Plataforma de Lançamento 17P32-3 (LC43/3) está inoperacional, será impossível a realização de três lançamentos a partir daquele local em Julho (sendo no entanto possível a realização de dois lançamentos dependendo dos danos provocados pelo eventual primeiro lançamento).

Aguardemos para ver se os acontecimentos confirmam estas suposições.

Entretanto, os lançamentos já conhecidos que terão lugar nas próximas semanas em Julho são os seguintes…

Com o lançamento adiado em Junho devido a problemas técnicos com o seu foguetão lançador, o observatório astronómico Spektr-RG será lançado desde o Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, a 12 de Julho. O lançamento está previsto para as 1231UTC e será levado a cabo pelo foguetão 8K82KM Proton-M/DM-03 (53547/4L) a partir da Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81.

O Spektr-RG (Спектр-РГ №2720) “Спектр-Рентген-Гамма” destina-se a estudar o campo magnético interplanetário, galáxias e buracos negros, transportando um conjunto de cinco telescópios abrangendo a faixa de energia do ultravioleta distante aos raios X, além de um sistema de monitorização de todo o céu. A carga científica é composta pelos telescópios eROSITA (Extended Röntgen Survey with an Imaging Telescope Array) fornecidos pelo Instituto Max Planck para a Física Extraterrestre, Alemanha, e pelos telescópios ART-XC fornecidos pelos institutos IKI/VNIIEF, Rússia.

A Corporação Estatal Russa, Roscosmos, vai levar a cabo o lançamento de uma nova missão espacial tripulada a 20 de Julho. O lançamento da Soyuz MS-13 está previsto para as 1625UTC e será levado a cabo pelo foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (N15000-069) a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 (17P32-5) ‘Gagarinskiy Start’ do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão.

A Soyuz MS-13 será tripulada por Alexander Alexandrovich Skvortsov (Comandante, Rússia), Luca Salvo Parmitano (Engenheiro de Voo n.º 1, Itália) e Andrew Richard Morgan (Engenheiro de Voo n.º 2, EUA). Os três farão parte da Expedição 60/61 a bordo da estação espacial internacional.

Uma nova missão logística Russa para a ISS deverá ser lançada a 31 de Julho com o foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a (N15000-034) a ser lançado a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) do Cosmódromo de Baikonur, transportando o veículo Progress MS-12.

 

%d blogueiros gostam disto: