Rússia lança Cosmos 2561 e Cosmos-2562 desde Plesetsk

A Rússia realizou um novo lançamento orbital a partir do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk, região de Arkhangelsk.

O lançamento teve lugar às 1920:15UTC do dia 21 de Outubro de 2022 a partir da Plataforma de Lançamento PU-4 do Complexo de Lançamento LC43 utilizando um foguetão 14A15 Soyuz-2.1v/Volga.

O lançamento havia sido anteriormente agendado para as 1900UTC do dia 19 de Outubro, mas foi adiado 24 horas por três vezes consecutivas devido a razões não especificadas.

Não existem informações relativas à carga a bordo, mas informações antes do lançamento apontavam para a presença de dois satélites abordo (aparentemente com as designações 14F164 e 14F172). Informações reveladas no fórum da revista especializada Novosti Kosmonavtiki logo após o lançamento, indicavam somente a presença de um satélite a bordo, mas mais tarde isso não se verificou e do lançamento resultariam de facto dois satélites em órbita, o Cosmos 2561 e o Cosmos 2562.

O foguetão 14A15 Soyuz-2.1v

O foguetão 14A15 Soyuz-2.1v é a mais recente derivação do míssil balístico intercontinental R-7 desenvolvido nos anos 50 do Século XX por Sergei Korolev. De forma geral o novo foguetão pode ser descrito como um foguetão Soyuz, mas sem incluir os característicos quatro propulsores laterais. Por outro lado, o primeiro estágio foi também modificado.

O primeiro estágio do lançador é uma versão modificada do primeiro estágio utilizado no foguetão Soyuz-2, utilizando um único moto NK-33 que assim substitui o motor RD-117 de quatro câmaras de combustão utilizados em foguetões anteriores e com alterações estruturais no estágio e na estrutura dos tanques de propelentes. Como o motor NK-33 está fixo, é utilizado um motor RD-0110R para fornecer controlo vectorial, fornecendo também mais 230,5 kN de força e proporcionando aquecimento aos gases de pressurização. Anteriormente utilizado no foguetão lunar N-1, o NK-33 fornece uma maior desempenho em relação ao RD-117. Porém, existe um número muito limitado destes motores disponíveis e assim no futuro o NK-33 será substituído pelo motor RD-193. Este motor é uma versão mais leve do motor RD-191 utilizado nos foguetões Angara.

O segundo estágio do Soyuz-2.1v é o mesmo utilizado como terceiro estágio do foguetão Soyuz-2-1B, estando equipado com um motor RD-0124.

O terceiro estágio do lançador é constituído por um estágio superior Volga utilizado para manobrar as cargas a partir da órbita inicial para a órbita final. Este estágio é derivado do sistema de propulsão dos satélites de reconhecimento Yantar, sendo mais leve e mais barato do que os estágios Fregat.

O foguetão é capaz de colocar uma carga de 2.850 kg numa órbita terrestre baixa a 51,8º,  2.800 kg numa órbita terrestre baixa a 62,8º ou 1.400 kg numa órbita terrestre sincronizada com o Sol.

No total o foguetão tem um comprimento de 44,0 metros e um diâmetro de 3,00 metros. A sua massa é de 158.000 kg. O foguetão é desenvolvido pela TsSKB Progress.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 6305

– Lançamento orbital Rússia: 3310 (52,50%)

– Lançamento orbital GIK-1 Plesetsk: 1654 (26,23% – 49,97%)

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

6306 – 22 Out (1837:??) – LVM3 M2 (LVM3-M2) – Satish Dawan SHAR, SLP – OneWeb India-1 (OneWeb-F14 (x36))

6307 – 22 Out (1957:??) – 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat (Kh15000-011/142-503) – Vostochniy, LC-1S -Gonets-M №33, Gonets-M №34, Gonets-M №35, Skif-D

6308 – 24 Out (????:??) – Falcon-9 – Vandenberg SFB, SLC-4E/OCISLY – Starlink G4-31 (x46) flight 63 [v1.5 L34]

6309 – 26 Out (0019:??) – 14A14-1A Soyuz-2.1a (S15000-057) – Baikonur, LC-31 PU-6 – Progress MS-21

6310 – 20 Out (????:??) – Boeing 747 “Cosmic Girl”/LauncherOne “Start Me Up” – Newquay – AMBER 1 (IOD-AMBER, IOD 3), Prometheus-2A, Prometheus-2B, CIRCE-1, CIRCE-2, Kernow Sat 1, ForgeStar-0, Aman



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post