Regressos e reentradas (56)

Entre 5 e 27 de Abril de 2019 registou-se a reentrada de três satélites e de quatro estágios superiores.

Obviamente, outros objectos reentraram na atmosfera neste período, no entanto os objectos aqui listados são apenas os objectos principais resultantes de cada lançamento orbital (cargas operacionais e estágios superiores), excluindo-se os objectos classificados como detritos ou mesmo aqueles descartados a partir da estação espacial internacional (exceptuando, claro está, os satélites operacionais) e a partir de satélites operacionais e que são usualmente classificados como ‘detritos espaciais’.


O estágio superior (20230 1989-070B) do foguetão lançador H-I-6R reentrou na atmosfera terrestre a 5 de Abril após permanecer 10.804 dias em órbita terrestre. O foguetão serviu para colocar em órbita o satélite meteorológico GMS-4 ‘Himawari-4’, sendo lançado às 1911UTC do dia 5 de Setembro de 1989 a partir do Complexo de Lançamento Osaki do Centro Espacial de Tanegashima.

O satélite Iridium-58 (25274 1998-019C) reentrou na atmosfera a 7 de Abril de 2019 após 7.498 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia 30 de Março de 1998 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D255) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

O estágio superior Blok-I (44111 2019-019B) do foguetão lançador 14A14-1A Soyuz-2.1a (Ya15000-036) reentrou na atmosfera a 7 de Abril, após 3 dias em órbita. O foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a (Ya15000-036) serviu para colocar em órbita o veículo de carga Progress MS-11, sendo lançado às 1101:34,264UTC do dia 4 de Abril a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão.

O satélite Silu-1 (42903 2017-021F) reentrou na atmosfera a 11 de Abril, após 721 dias em órbita terrestre. O Silu-1 foi lançado juntamente com o veículo logístico TZ-1 Tianzhou-1 às 1141:35,361UTC do dia 20 de Abril de 2017 pelo foguetão CZ-7 Chang Zheng-7 (Y2) a partir do Complexo de Lançamento LC201 do Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang.

O estágio superior (43701 2018-090B) do foguetão lançador Falcon-9 (B1047.2) reentrou na atmosfera a 15 de Abril, após permanecer 151 dias em órbita terrestre. O foguetão Falcon-9 (B1047.2) serviu para colocar em órbita o satélite de comunicações Es’hail 2 ‘AMSAT-P4A’, sendo lançado às 2046UTC do dia 15 de Novembro de 2018 a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS.

O estágio superior (44075 2019-016C) do foguetão lançador Electron/Curie (F5 “Two Thumbs Up”) reentrou na atmosfera terrestre a 15 de Abril após permanecer em órbita 48 dias. O foguetão Electron/Curie (F5 “Two Thumbs Up”) foi lançado às 2327UTC do dia 28 de Março a partir do Complexo de Lançamento LC-1 do Centro Espacial de Máhia, Nova Zelândia, para colocar em órbita o satélite militar R3D2.

A 27 de Abril reentrou na atmosfera o satélite BeEagleSat (42736 1998-067MR), após permanecer 739 dias em órbita. O BeEagleSat foi utilizado para demonstração tecnológica e estudos de ciência atmosférica. Foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070).

 

%d blogueiros gostam disto: