Regressos e reentradas (55)

Entre 6 de Março e 5 de Abril de 2019 registou-se a reentrada de treze satélites e de cinco estágios superiores.

Obviamente, outros objectos reentraram na atmosfera neste período, no entanto os objectos aqui listados são apenas os objectos principais resultantes de cada lançamento orbital (cargas operacionais e estágios superiores), excluindo-se os objectos classificados como detritos ou mesmo aqueles descartados a partir da estação espacial internacional (exceptuando, claro está, os satélites operacionais) e a partir de satélites operacionais e que são usualmente classificados como ‘detritos espaciais’.


A cápsula espacial Crew Dragon (44063 2019-011A) regressou à Terra a 8 de Março após realizar a missão de demonstração SpX-DM1. A Crew Dragon permaneceu 6 dias em órbita terrestre.

O estágio superior (43684 2018-085B) do foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2 (Y41) que foi utilizado para colocar em órbita o satélite de navegação Beidou-3 GEO-1 (Beidou-41) a 1 de Novembro de 2018, reentrou na atmosfera a 10 de Março, após permanecer 129 dias em órbita.

O satélite Iridium-32 (24945 1997-051B) reentrou na atmosfera a 10 de Março de 2019 após 7.847 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com seis outros satélite Iridium às 0136:54,005UTC do dia 14 de Setembro de 1997 pelo foguetão 8K82K Proton-K/DM2 (6305639101 39101/2L) a partir da Plataforma de Lançamento PU-23 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo GIK-5 Baikonur.

O satélite Iridium-59 (25275 1998-019D) reentrou na atmosfera a 11 de Março de 2019 após 7.467 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia 30 de Março de 1998 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D255) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

O satélite Iridium-91 (27372 2002-005A) reentrou na atmosfera a 13 de Março de 2019 após 6.239 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia do dia 11 de Fevereiro de 2002 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D290) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

A 14 de Março reentrou na atmosfera o pequeno SNUSAT 1b (42733 1998-067MN), após permanecer 695 dias em órbita. O SNUSAT-1b foi utilizado para demonstração tecnológica e estudos da termosfera. Foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070).

O satélite Iridium-014A (25777 1999-032A) reentrou na atmosfera terrestre a 15 de Março, após permanecer 7.217 dias em órbita terrestre. O satélite foi lançado desde o Complexo de Lançamento LC7 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan às 1715:33UTC do dia 11 de Junho de 1999 pelo foguetão CZ-2C Chang Zeng-2C-III/SD (Y7).

O estágio superior Blok-I (44070 2019-013B) reentrou na atmosfera terrestre a 17 de Março, três dias após o seu lançamento às 1914:04,540UTC como parte do foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (Ya15000-070) a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 ‘Gagarinskiy Start’ (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, servindo para colocar em órbita a cápsula espacial tripulada Soyuz MS-12.

O satélite Iridium-60 (25276 1998-019E) reentrou na atmosfera a 17 de Março de 2019 após 7.473 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia 30 de Março de 1998 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D255) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

O satélite SOMP-2 Student’s Oxygen Measurement Project 2 (42701 1998-067LJ) reentrou na atmosfera a 19 de Março, após permanecer 700 dias em órbita terrestre. Utilizado para demonstração tecnológica, foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070). Também lançado nesta missão, o satélite SuSat (42730 1998-067MK) reentrou na atmosfera a 21 de Março, após 702 dias em órbita. O satélite foi utilizado para demonstração tecnológica e investigação atmosférica.

O estágio superior (43489 2018-049B) do foguetão Falcon-9-057 (1040.2) reentrou na atmosfera a 23 de Março, após 292 dias em órbita. O foguetão foi utilizado para colocar em órbita o satélite de comunicações SES-12 às 0445UTC do dia 4 de Junho de 2018, sendo lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS.

O estágio superior (08481 1975-081D) do foguetão 8K78M Molniya-M/L (76029560), reentrou na atmosfera no dia 24 de Março após 15.902 dias em órbita. Lançado às 0019UTC do dia 9 de Setembro de 1975 a partir do Complexo de Lançamento LC41/1 do Cosmódromo NIIP-53 Plesetsk, o foguetão foi utilizado para colocar em órbita o satélite de comunicações Molniya-2 (14).

O satélite Iridium-95 (27375 2002-005D) reentrou na atmosfera a 25 de Março de 2019 após 6.251 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia 11 de Fevereiro de 2002 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D290) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

O LilacSat-1 ‘Zidingxiang-1’ (42725 1998-067ME) reentrou na atmosfera a 28 de Março, após permanecer 709 dias em órbita terrestre. Utilizado para demonstração tecnológica,comunicações de rádio-amador e educação, foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070).

A 31 de Março reentrou na atmosfera o pequeno SNUSAT-1 (42727 1998-067MG), após permanecer 712 dias em órbita. O SNUSAT-1 foi utilizado para demonstração tecnológica e estudos da termosfera. Foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070).

O satélite Iridium-55 (25272 1998-019A) reentrou na atmosfera a 31 de Março de 2019 após 7.471 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com quatro outros satélite Iridium às 0602:46UTC do dia 30 de Março de 1998 pelo foguetão Delta-2 7920-10C (D255) a partir do Complexo de Lançamento SLC-2E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia.

O satélite Iridium-64 (25287 1998-021A) reentrou na atmosfera a 1 de Abril de 2019 após 7.664 dias em órbita. O satélite foi lançado juntamente com seis outros satélite Iridium às 0213:05UTC do dia 7 de Abril de 1998 pelo foguetão 8K82K Proton-K/DM2 (4925639102 39102/4L) a partir da Plataforma de Lançamento PU-23 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo NIIP-5 Baikonur.

A 2 de Abril reentrou na atmosfera o satélite KickSat-2 (44046 2018-092G), após permanecer 136 dias em órbita. O KickSat-2 foi utilizado para demonstração tecnológica. Foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus NG-10E (CRS-10) “SS John Young” às 0901:31,9UTC do dia 17 de Novembro de 2018 a partir do Complexo de Lançamento LP-09A do MARS Wallops Island, por um foguetão Antares-230.

O estágio superior (43865 2018-105B) do foguetão GSLV-F11 reentrou na atmosfera a 5 de Abril, após permanecer 107 dias em órbita. Lançado às 1040UTC do dia 19 de Dezembro de 2018 a partir da Plataforma de Lançamento SLP do Centro Espacial Satish Dawa SHAR, Ilha de Sriharikota, o foguetão foi utilizado para colocar em órbita o satélite de comunicações GSAT-7A.

 

%d blogueiros gostam disto: