Regressos e reentradas (54)

Entre 7 de Fevereiro e 5 de Março de 2019 registou-se a reentrada de dez satélites e de dois estágios superiores.

Obviamente, outros objectos reentraram na atmosfera neste período, no entanto os objectos aqui listados são apenas os objectos principais resultantes de cada lançamento orbital (cargas operacionais e estágios superiores), excluindo-se os objectos classificados como detritos ou mesmo aqueles descartados a partir da estação espacial internacional (exceptuando, claro está, os satélites operacionais) e a partir de satélites operacionais e que são usualmente classificados como ‘detritos espaciais’.


O satélite BeakerSat ‘Eagle-1’ (39437 2013-066X) reentrou na atmosfera terrestre a 13 de Fevereiro, após permanecer 1.910 dias em órbita. O BeakerSat fez parte de um grande número de satélites que foram colocados em órbita pelo foguetão 15A18 Dnepr-1 (5107681111) lançado às 0710:16,697UTC do dia 21 de Novembro de 2013 a partir do Complexo de Lançamento LC370/13 do Cosmódromo de Dombarovskiy. Também denominado SWEsat ou T-LogoQube, este era um femtosat PocketQub-2.5U desenvolvido em conjunto pela Universidade Estatal de Morehead e pela Universidade Estatal de Sonoma, Estados Unidos, e tinha como missão a demonstração da utilização do circuito Pic18F25K22 para a obtenção de dados a bordo do satélite.

O satélite QBITO (42728 1998-067MH) reentrou na atmosfera terrestre a 16 de Fevereiro, após permanecer 669 dias em órbita. O QBITO foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ lançado pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070) às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS. O satélite era um CubeSat-2U com uma massa de 2 kg e serviu para demonstração tecnológica e pesquisa atmosférica no âmbito do projecto QB50.

O satélite militar Japonês IGS Optical-5 demo (39062 2013-002B) reentrou na atmosfera terrestre a 20 de Fevereiro, após permanecer 2.215 dias em órbita terrestre. O IGS Optical-5, também designado IGS-8B, foi lançado às 0440UTC do dia 27 de Janeiro se 2013 pelo foguetão H-2A/202 (F22) a partir da Plataforma de Lançamento LP1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima. O satélite serviu de protótipo e de demonstração para os posteriores satélites de observação óptica do Japão.

O estágio superior (24715 1997-002C) do foguetão Ariane-44L (V93) que foi utilizado para colocar em órbita os satélites de comunicações GE-2 e Nahuel-1A, reentrou na atmosfera a 24 de Fevereiro, após permanecer 2.060 dias em órbita. O lançamento do Ariane-44L (V93) teve lugar às 2204UTC do dia 30 de Janeiro de 1997 a partir do Complexo de Lançamento ELA-2 do CSG Kourou, Guiana Francesa.

O veículo de carga Cygnus NG-10E “SS John Young” (43704 2018-092A) que levou a cabo a missão logística CRS-10, reentrou na atmosfera a 25 de Fevereiro, após permanecer 100 dias em órbita terrestre. O Cygnus NG-10E foi lançado ás 0901:31,9UTC do dia 17 de Novembro de 2018 por um foguetão Antares-230 a partir da Plataforma de Lançamento LP-0A do MARS Wallops Island.

O pequeno CubeSat-2U, qbee50-LTU-OC (42708 1998-067LR) reentrou na atmosfera terrestre a 26 de Fevereiro, após permanecer 679 dias em órbita. O qbee50-LTU-OC foi lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ lançado pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070) às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS. O satélite tinha uma massa de 2 kg e serviu para demonstração tecnológica e pesquisa atmosférica no âmbito do projecto QB50.

A 28 de Fevereiro reentrava na atmosfera terrestre o satélite HAVELSAT (42700 1998-067LU). Este CubeSat-2U tinha uma massa de 2 kg e foi utilizado para demonstração tecnológica e pesquisa atmosférica no âmbito do projecto QB50, sendo lançado a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ lançado pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070) às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS.

Os satélites SpaceCube (42717 1998-067LY) e CXBN-2 (42704 1998-067LM) reentraram na atmosfera terrestre a 1 de Março, após permanecerem 682 dias em órbita. Os dois satélites foram lançados a bordo do veículo de carga Cygnus OA-7 (CRS-7) ‘SS John Glenn’ às 1511:26UTC do dia 18 de Abril de 2017 pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS, sendo posteriormente colocado em órbita a partir da estação espacial internacional. Ambos os satélites eram dedicados à demonstração tecnológica e à investigação da alta atmosfera no âmbito do projecto QB50.

No dia 2 de Março reentrou na atmosfera terrestre o satélite RemoveDEBRIS ‘RemDeb’ (43621 1998-067PM). O satélite foi lançado a bordo do veículo de carga Dragon SpX-14 às 2030:38UTC do dia 2 de Abril de 2018 pelo foguetão Falcon-9-053 (B1039.2) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS, sendo posteriormente colocado em órbita a partir da estação espacial internacional.

 

 

No dia 6 de Fevereiro reentrou na atmosfera terrestre o satélite IRNSS-1H (42928 2017-051A). O IRNSS-1H foi lançado às 1329UTC do dia 31 de Agosto de 2017 pelo foguetão PSLV-C39 (PSLV-XL) a partir da Plataforma de Lançamento FLP do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota. Infelizmente, o satélite não se separou do estágio superior do seu lançador. A reentrada ocorre após permanecer 548 dias em órbita.

O último estágio (43166 2018-010B) do foguetão Electron (F2) ‘Still Testing’ reentrou na atmosfera terrestre a 3 de Março, após permanecer 406 dias em órbita. O Electron (F2) ‘Still Testing’ colocou em órbita vários satélites, tendo sido lançado desde o Complexo de Lançamento LC-1 do Centro de Lançamento de Satélites de Máhia no dia 21 de Janeiro de 2018.

Próximas reentradas:

  • OSIRIS-3U (43027 1998-067NL) – 6 de Março
  • SUSAT (42730 1998-067MK) – (28 de Fevereiro)
  • SNUSAT-1B (42733 1998-067NM) – (28 de Fevereiro)

 

%d blogueiros gostam disto: