Próxima missão tripulada da China será lançada a 29 de Novembro

Com a sua estação espacial finalizada em órbita terrestre, a China prepara-se para dar mais um passo importante no seu programa espacial tripulado com o lançamento da sua próxima missão espacial que irá transportar três novos taikonautas para a estação espacial Tiangong.

O lançamento da Shenzhou-15 irá representar a primeira substituição em órbita de duas tripulações chineses, estabelecendo-se assim uma presença permanente da China em órbita terrestre.

O lançamento da Shenzhou-15 estará previsto pelas 1100UTC do dia 29 de Novembro de 2022 e será realizado pelo foguetão Chang Zheng-2F/G (Y15) a partir do Complexo de Lançamento LC45/91 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, Mongólia Interior.

Após entrar em órbita, a Shenzhou-15 irá acoplar com o módulo Tianhe e a sua tripulação irá ingressar na estação espacial, sendo recebida pela tripulação da Shenzhou-14 que é composta por Chen Dong, Liu Yang e Cai Xuzhe, que actualmente ocupam a Tiangong.

Após um período de cerca de sete dias, a Shenzhou-14 irá regressar à Terra a 5 de Dezembro, finalizando uma missão de cerca de seis meses em órbita.

De momento, não se conhece os nomes da tripulação da Shenzhou-15 que permanecerá em órbita durante 181 dias.



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post