Preparativos para o lançamento da Soyuz MS-19 (II)

No Cosmódromo de Baikonur continuam os preparativos para o lançamento da missão espacial tripulada Soyuz MS-19.

No dia 25 de Setembro começaram a ser aplicados no lançador os símbolos das diferentes entidades que participam na missão. No primeiro e no segundo estágio do foguetão Soyuz-2.1a foram colocados os símbolos da Corporação Espacial Estatal Roscosmos, da Galvkosmos (parte da Roscosmos), do Canal Um, bem como faixas vermelhas e azuis na base do lançador. Adicionalmente, o terceiro estágio foi adornado com o logótipo do projecto científico e educacional “Vyzov”.

O dia 27 de Setembro foi um dia para cumprir tradições, além dos preparativos para a missão. Na Avenida dos Cosmonautas localizada na Área 17 do Cosmódromo de Baikonur, os tripulantes que irão realizar o seu primeiro voo espacial plantaram uma árvore, seguindo assim uma tradição iniciada em Abril de 1961 por Yuri Gagarin após regressar do seu histórico voo orbital.

No mesmo dia, e segundo o calendário de preparação para o lançamento, os especialistas da Corporação RKK Energia ‘Sergey Korolev’ realizaram a inspecção visual da Soyuz MS-19 no interior do edifício de montagem e teste na Área 254. Posteriormente, foram realizadas as operações para a colocação do veículo no interior da carenagem de protecção do foguetão lançador, finalizando também a colocação de ‘items’ no interior do veículo tripulado. A Soyuz MS-19 foi então colocada no interior da carenagem de protecção constituindo-se assim o denominado ‘Módulo Orbital’ (constituído pelo Compartimento de Transferência, pela Soyuz MS-19 e pela carenagem de protecção).

A 29 de Setembro a Soyuz MS-18 foi recolocada do módulo Rassvet para o módulo Nauka, abrindo assim um porto de acoplagem para a chegada da Soyuz MS-19 no dia 5 de Outubro.

A Soyuz MS-19 irá transportar uma actriz e um director de cinema para a estação espacial internacional. A bordo da estação espacial os dois participantes no voo espacial (Klim Shipenko – director – e Yulia Peresild – actriz) irão filmar algumas cenas para o filme “O Desafio” (“Vyzov”) que conta a história de uma médica que, devido a circunstâncias dramáticas, tem de se preparar para uma missão espacial num período de um mês e viajar para a ISS para resolver uma tarefa importante. Este não será somente o primeiro filme com cenas filmadas em órbita, mas é também parte de um projecto científico e educacional por parte da Corporação Espacial Roscosmos, do Canal Um, e dos estúdios ‘Amarelo, Negro, Branco’.

Assim, este projecto torna-se uma clara evidência de que os voos espaciais tornam-se gradualmente disponíveis não somente para profissionais, mas também para um leque alargado de outras pessoas. Por exemplo, o treino rápido dos participantes nas filmagens em órbita será necessário no futuro para o envio de outros especialistas, tais como médicos, cientistas, etc.

Klim Shipenko e Yulia Peresild irão permanecer cerca de uma semana a bordo da estação espacial internacional antes de regressar à Terra a bordo da Soyuz MS-18 com o cosmonauta Oleg Viktorovich Novitsky.

A tripulação principal da Soyuz MS-19 é composta por Anton Nikolayevich Shkaplerov (comandante, Rússia), Klim Alexeievich Shipenko (participante no voo espacial, Rússia) e por Yulia Sergeyevna Peresild (participante no voo espacial, Rússia). Esta será a 4.ª missão espacial para Anton Shkaplerov, sendo o primeiro voo espacial para Klim Shipenko e Yulia Peresild.

Por seu lado, a tripulação suplente é composta por Oleg Germanovich Artemyev (comandante, Rússia), Alexei Vladimirovich Dudin (participante no voo espacial, Rússia) e por Alina Vladimirovna Mordovina (participante no voo espacial, Rússia).

Existe ainda uma tripulação de reserva que poderá ser utilizada caso surja algum problema com os participantes no voo espacial, sendo composta por Dmitri Alexandrovich Petelin (engenheiro de voo, Rússia) e Sergei Vladimirovich Korsakov (engenheiro de voo, Rússia).

O lançamento da Soyuz MS-19 está previsto para as 0855UTC do dia 5 de Outubro de 2021 e será levado a cabo pelo foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a (Kh15000-047) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 do Cosmódromo de Baikonur.

Imagens: RKK Energia



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post