Oficialmente atribuído o primeiro voo do astronauta da ESA Matthias Maurer

O astronauta da ESA Matthias Maurer foi nomeado para o seu primeiro voo para a Estação Espacial Internacional durante uma reunião de representantes das agências espaciais dos Estados Unidos, Rússia, Japão, Canadá e Europa, no início de dezembro.

A missão de Matthias está prevista começar no outono de 2021. Será o segundo astronauta da ESA a voar sob o Programa de Tripulação Comercial da NASA e deverá ser lançado a partir do Centro Espacial Kennedy da agência, na Flórida, EUA, como parte da SpaceX Crew-3, juntamente com os astronautas da NASA Raja Chari e Thomas H. Marshburn.

A missão verá o astronauta alemão da ESA viver e trabalhar em órbita durante aproximadamente seis meses, realizando ciência e operações em nome de investigadores e parceiros internacionais em todo o mundo.

Um ano, dois voos

Matthias Maurer official portrait

O Diretor-Geral da ESA, Jan Wörner, aguarda com expectativa a primeira missão de Matthias e diz que a Estação Espacial é um símbolo brilhante do que pode ser alcançado quando as nações de todo o mundo trabalham juntas.

“O trabalho que fazemos na Estação Espacial Internacional ajuda a melhorar a vida na Terra à medida que avançamos para a Lua,” diz ele.

“Duas missões europeias em 2021 permitir-nos-ão levar a cabo ciência e investigação ainda mais vitais, em colaboração com os nossos parceiros internacionais. Estou muito satisfeito em ver esta grande colaboração a continuar há mais de 20 anos, depois da primeira equipa ter sido lançada.”

Matthias ingressou oficialmente no Corpo de Astronautas da ESA em 2015 e é o único astronauta da ESA que ainda falta voar para o espaço. O Diretor de Exploração Humana e Robótica da ESA, David Parker, diz que o seu voo, e o segundo voo do astronauta Thomas Pesquet antes dele, atesta um forte compromisso com a exploração espacial europeia demonstrado pelos Estados-Membros, no contexto da conferência ministerial Space19+ da ESA em 2019.

ESA astronauts Matthias Maurer and Thomas Pesquet stand in front of a SpaceX rocket

“Com um aumento de 30% no investimento anual, somos capazes de continuar os voos europeus para a Estação Espacial a uma taxa de pelo menos um por ano, garantindo que a Europa esteja bem representada no espaço.

“O recente ‘Memorandum of Understanding’ com a NASA também oferece três oportunidades para os astronautas europeus voarem para um novo posto lunar avançado conhecido como Gateway, onde viverão e trabalharão, pela primeira vez, em órbita ao redor da Lua. Estamos a entrar numa nova era emocionante para a exploração do espaço, na qual a Europa terá um papel fundamental.”

Uma declaração de amor pelo espaço

Gif of Matthias Maurer's Cosmic Kiss mission patch

Ao lado da sua missão oficial, Matthias Maurer também revelou o nome da sua primeira missão espacial: Cosmic Kiss. Ele descreve este nome de missão cuidadosamente selecionado como uma ‘declaração de amor pelo espaço’.

“Expressa a conexão especial que a estação fornece entre os habitantes da Terra e o cosmos,” explica Matthias. “Também transmite o valor da parceria na exploração da Lua e Marte, juntamente com a necessidade de respeitar, proteger e preservar a natureza do nosso planeta natal, enquanto buscamos um futuro sustentável na Terra.”

“Estou ansioso para aproveitar a curiosidade e o conhecimento daqueles que vieram antes de mim e partilhar as minhas próprias experiências como embaixador da Europa em órbita,” acrescenta.

Criar o emblema perfeito

Patch for Matthias Maurer's Cosmic Kiss mission

Ao desenvolver o emblema da missão Cosmic Kiss, Matthias inspirou-se no disco do céu Nebra (‘Himmelsscheibe von Nebra’) – a mais antiga ilustração realista conhecida do céu noturno – bem como nas placas Pioneer e na Voyager Golden Records que foram enviadas em sondas espaciais para o desconhecido, levando consigo mensagens da Terra.

“Estes artefactos mostram um fascínio pelo espaço que atravessa os tempos. Desde o início dos tempos, os humanos olham para o céu em busca de conhecimento sobre as origens da vida, o Universo,” diz ele.

O emblema da missão apresenta vários elementos cósmicos, incluindo a Terra, a Lua e o aglomerado de estrelas Plêiades. Também retrata Marte, um dos três principais destinos da ESA para exploração nos próximos 10 anos, como um pequeno ponto vermelho que acena à distância. No entanto, a sua característica mais proeminente é uma Estação Espacial Internacional simplificada, quase semelhante a um coração, conectada por um batimento cardíaco humano que se estende da Terra à Lua.

Sobre Matthias

Matthias Maurer official portrait

Originário do estado de Saarland, no sudoeste da Alemanha, Matthias estudou em quatro países diferentes, obteve o doutoramento em engenharia científica de materiais e alcançou reconhecimento nacional através da sua pesquisa excecional.

Em 2016, participou na missão analógica NASA NEEMO 21, passando um total de 16 dias debaixo d’água como parte de uma equipa que testava estratégias de exploração e ferramentas para futuras missões a Marte. Participou num treino de sobrevivência marítima na costa da China com a astronauta Samantha Cristoforetti da ESA e sete Taikonautas chineses. Também participou em vários exercícios de treino de campo geológico relacionados à exploração lunar futura.

Antes da sua missão, Matthias trabalhava no Centro Europeu de Astronautas da ESA em Colónia, Alemanha, onde geria o projeto de desenvolvimento da futura instalação de simulação Luna Moon da ESA.

Está entusiasmado pela oportunidade de combinar o amor pela ciência e tecnologia com a colaboração internacional e a aventura, e espera partilhar um pouco da sua região natal enquanto está em órbita, após uma recente competição para selecionar um prato do Saarland para o espaço.

Mais informações sobre o Astronauta Matthias Maurer da ESA aqui.

Notícia e imagens: ESA

Os artigos da ESA são escritos segundo o novo AO90



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post