MHI lança Inmarsat-6 F1 desde Tanegashima

A Mitsubishi Heavy Industries colocou em órbita com sucesso o satélite de comunicações Inmarsat-6 F1 às 1532:00UTC do dia 22 de Dezembro de 2021. O lançamento foi realizado pelo foguetão H-2A/204 (F45) a partir da Plataforma de Lançamento LP1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima.

Os satélites Inmarsat-6 representam a 6.ª geração de satélites de comunicações da operadora Inmarsat. Estes satélites terão uma dupla missão: aumentar os serviços de banda-L e os serviços de banda-ka Global Xpress.

A Inmarsat atribuiu à Airbus Defence and Space o contrato de projecção de desenvolvimento dos primeiros dois Inmarsat-6, criando assim os satélites de comunicações móveis mais versáteis na sua frota. Os satélites são baseados na plataforma Eurostar-3000EOR que utiliza exclusivamente propulsão eléctrica (motor Fakel SPT140D) para as suas manobras orbitais. Os satélites tiram vantagem da redução de massa que a tecnologia de propulsão eléctrica permite para uma missão de carga dupla, com uma excepcional carga de serviços digitais.

Os dois primeiros satélites estão equipados com uma antena de banda-L com 9 metros de abertura e nove antenas de banda-Ka de multifeixe, tendo uma alta flexibilidade de conectividade. Um processador modular de nova geração irá fornecer uma capacidade de encaminhamento total até 8.000 canais e alocação dinâmica de energia a mais de 200 feixes pontuais em banda-L. Os feixes pontuais de banda-Ka serão orientáveis sobre todo o disco terrestre com canais flexíveis para alocação de feixe.

No lançamento o Inmarsat-6 F1 tem uma massa de 5.470 kg e o seu tempo de vida útil é de 15 anos.

O satélite Inmarsat-6 F2 deverá ser colocado em órbita em 2022.

 

 

  H-2AO foguetão H-2A/202

O desenvolvimento do lançador H-2A surgiu após os maus resultados obtidos com o lançador H-2 que resultaram na perda de vários satélites nas suas missões finais.

O H-2A na sua versão 202 é um lançador a três estágios auxiliados por dois propulsores laterais de combustível sólido SRB-A que entram em ignição no lançamento. Assim, o H-2A/202 tem a capacidade de colocar 10.000 kg numa órbita baixa de 300 km de altitude com uma inclinação de 30,4.º ou então pode colocar 4.100 kg numa órbita de transferência para a órbita geossíncrona. No lançamento é capaz de desenvolver 5.600 kN, tendo uma massa total de 285.000 kg. A sua envergadura é de 9 metros. O seu diâmetro é de 4,0 metros e o seu comprimento atinge os 53,00 metros.

Cada SRB-A (Solid Rocket Boosters-A), considerado o estágio 0 (zero), tem um peso bruto de 75.500 kg, pesando 10.500 kg sem combustível. Cada propulsor tem um diâmetro de 2,5 metros, um comprimento de 15,1 metros e desenvolve 229.435 kgf no lançamento, com um Ies de 282,5 s (vácuo), um Ies-nm de 230 s e um Tq 101 s.

O primeiro estágio do H-2A/202 (H-2A-1) tem um peso bruto de 113.600 kg, pesando 13.600 kg sem combustível. Tem um diâmetro de 4,0 metros, um comprimento de 37,2 metros e desenvolve 111.964 kgf no lançamento, com um Ies de 440 s (vácuo), um Ies-nm de 338 s e um Tq 390 s. Está equipado com um motor LE-7A, desenvolvido pela Mitsubishi, que consome LOX e LH2. O LE-7A pode variar a sua potência em 72%.

Finalmente o segundo estágio tem um peso bruto de 16.900 kg, pesando 3.100 kg sem combustível. Tem um diâmetro de 4,0 metros, um comprimento de 9,2 metros e desenvolve 13.970 kgf no lançamento, com um Ies de 448 s e um Tq 534 s. Está equipado com um motor LE-5B, desenvolvido pela Mitsubishi, que consome LOX e LH2.

O esquema seguinte mostra as diferentes configurações do foguetão H-2A. Presentemente só as versões 202 e 204 estão operacionais.

h-2a_2014-10-05_21-34-54

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 6158

– Lançamento orbital Japão: 126 (2,05%)

– Lançamento orbital desde Tanegashima: 85 (1,38% – 67,46%)

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

6159 – 24 Dez (1010:??) – Wenchang, LC201 – Chang Zheng-7A (Y3) – Gao Guidao Shiyan Weixing (HOTS High Orbit Test Satellite)

6160 – 24 Dez (?) (1500:??) – GIK-1 Plesetsk, LC35/1 – 14A127 Angara-A5/DM-03 ‘Persey’ (71753/3L) – IPM-3

6161 – 25 Dez (1220:07) – CSG Kourou, ELA3 – Ariane-5ECA+ (VA257) – James Webb Space Telescope

6162 – 26 Dez (0311:31) – Taiyuan, LC9 – Chang Zheng-4C (Y39) – Ziyuan-1 (2E), CAS-9 (XW-3)

6163 – 27 Dez (1310:37) – Baikonur, LC31 PU-6 – 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat (ST37 Ya15000-052/123-??) – OneWeb (F12)

____________

Bibliografia:

  • Krebs, Gunter D. “Inmarsat-6 F1, 2 (GX 6A, 6B)”. Gunter’s Space Page. Consultada a 21 de Dezembro de 2021 em https://space.skyrocket.de/doc_sdat/inmarsat-6.htm


O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post