Lançamentos orbitais para Maio de 2021

O mês de Abril de 2021 termina com um total de 11 lançamentos orbitais, tendo sido colocados em órbita 201 satélites.

Até 30 de Abril, terão sido realizados 502 lançamentos orbitais neste mês, o que corresponde a uma média de 8,0 lançamentos e a 8,8% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 – o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com uma média de 5,5 lançamentos por mês de Janeiro, correspondendo a 6,1% do total de lançamentos e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais, correspondendo a 10,5% dos lançamentos e a uma média de 9,5 lançamentos por mês de Dezembro desde 1957.

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2021 (37) corresponde a 0,65% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Maio de 2021 estão previstos 10 lançamentos orbitais com datas já definidas, podendo chegar aos 11 lançamentos.

O primeiro lançamento no mês de Maio de 2021 teve lugar às 1901:07UTC do dia 4 com o foguetão Falcon 9-116 (B1049.9) a ser lançado desde o Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy, Ilha de Merritt – Florida, para colocar em órbita sessenta satélites Starlink. O mês de Maio irá assistir a várias missões Starlink, com a segunda missão a ter lugar às 0642:45UTC do dia 9 quando o foguetão Falcon 9-117 (B1051.10) foi lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral SFS, Florida, para colocar em órbita mais sessenta satélites. Esta missão será seguida por um novo lançamento previsto para as 2258UTC do dia 15 de Maio com o foguetão Falcon 9-118 (B1058.8) a ser lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral SFS, na missão Starlink F27 (v1.0 L26). Até ao final de Maio poderá ainda ter lugar uma nova missão Starlink, Starlink F29 (v1.0 L28).

A China colocou em órbita três satélites na missão Yaogan-30 Grupo-08 que foi lançada às 1811:04,959UTC do dia 6 de Maio pelo foguetão Chang Zheng-2C (Y47) a partir do Complexo de Lançamento LC3 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan. A bordo seguiu também o satélite Tianqi-12.

A empresa RocketLab irá colocar em órbita dois satélites BlackSky a 15 de Maio. Esta será a missão “Running Out of Toes” que será lançada pelo foguetão Electron (F20) a partir do Complexo de Lançamento LC-1A de Onenui, Máhia – Nova Zelândia. Os satélites BlackSky são baseados na plataforma SCOUT tendo uma massa de 56 kg. A constelação BlackSky será composta por vários satélites de observação da Terra com uma resolução de 1 metro e serão operados pela BlackSky Global.

A United Launch Alliance vai levar a cabo o lançamento do satélite SBIRS-GEO 5 às 1735UTC do dia 17 de Maio. O lançamento será levado a cabo por um foguetão Atlas-V/421 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral SFS. Os satélites SBIRS-GEO (Space Based Infra Red Sensor – Geostationary) são o componente geoestacionário do Programa SBIRS-High que substitui o sistema DSP de aviso antecipado do lançamento de mísseis balísticos intercontinentais. Os sensores SBRIS são projectados para fornecer uma maior flexibilidade e sensibilidade do que o sistema DSP, podendo detectar sinais de onda-curta e onda média, permitindo ao sistema levar a cabo uma maior gama de missões. Os satélites são construídos pela Lockheed Martin e baseados na plataforma LM-2100M, tendo uma massa de cerca de 4.500 kg.

Nesta missão serão também lançados os pequenos satélites TDO-3 (EZ-3) e TDO-4 (EZ-4) destinados a testar tecnologias de detecção e seguimento de detritos orbitais para a Força Aérea dos Estados Unidos.

A 18 de Maio a China deverá colocar em órbita o satélite oceanográfico Haiyang-2D. O lançamento será levado a cabo por um foguetão Chang Zheng-4B a partir do Complexo de Lançamento LC43/94 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, Mongólia Interior. Os satélites Haiyang-2 são desenvolvidos pela Academia Chinesa de Tecnologias Espaciais e no lançamento têm uma massa de cerca de 1.570 kg.

A primeira missão logística para a estação espacial Tiangong deverá ser lançada a 20 de Maio. Nesta data, o foguetão Chang Zheng-7 será lançado desde o Complexo de Lançamento LC201 do Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang, província de Hainan, e irá colocar em órbita o veículo Tianzhou-2 que irá transportar combustível, ar, mantimentos e experiências para o módulo Tianhe. Os veículos Tianzhou são baseados nas estações Tiangong-1 e Tiangong-2, tendo uma massa de cerca de 12.900 kg.

Um novo grupo de 34 satélites OneWeb será colocado em órbita às 1743UTC do dia 27 de Maio. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat (V15000-007/123-0?) na missão ST32 lançada a partir do Complexo de Lançamento LC-1S do Cosmódromo de Vostochniy. A constelação OneWeb é uma constelação que deverá ser composta por 648 satélites para fornecer acesso à Internet em todo o globo para consumidores individuais e companhias aéreas, além de serviços a operadores marítimos, serviços de backhaul, comunidades de Wi-Fi, serviços de respostas de emergência, etc.

O satélite meteorológico Fengyun-4B deverá ser lançado a 27 de Maio a partir do Complexo de Lançamento LC2 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão Chang Zheng-3B/G2 (Y72). Os satélites Fengyun-4 são desenvolvidos pela Academia de Tecnologia Espacial de Xangai e são baseados na plataforma SAST-5000, tendo uma massa de 5.300 kg. Esta é a segunda geração de satélites meteorológicos geoestacionários da China projectada para substituir os satélites da série Fengyun-2.



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post