Lançamentos orbitais para Junho de 2021

O mês de Maio de 2021 termina com um total de 10 lançamentos orbitais, dos quais 1 foi mal sucedido, tendo sido colocados em órbita 279 satélites.

Até 31 de Maio, terão sido realizados 456 lançamentos orbitais neste mês, o que corresponde a uma média de 7,2 lançamentos e a 8,0% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 – o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com uma média de 5,5 lançamentos por mês de Janeiro, correspondendo a 6,1% do total de lançamentos e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais, correspondendo a 10,5% dos lançamentos e a uma média de 9,5 lançamentos por mês de Dezembro desde 1957.

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2021 (46) corresponde a 0,81% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Junho de 2021 estão previstos 11 lançamentos orbitais com datas já definidas, podendo chegar aos 16 lançamentos.

O primeiro lançamento em Junho de 2021 deverá ter lugar no dia 1, com a China a colocar em órbita um novo satélite meteorológico a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan. O lançamento do satélite Fengyun-4B está previsto pelas 1625UTC e será levado a cabo por um foguetão Chang Zheng-3B/G2 a partir do Complexo de Lançamento LC2.

Os satélites Fengyun-4 são veículos da segunda geração de satélites meteorológicos geoestacionários da China que substituem os satélites da série Fengyun-2. Com uma massa de 5.300 kg, são baseados na plataforma SAST-5000 e estabilizados nos seus três eixos espaciais.

A missão logística CRS-22 será levada a cabo pela SpaceX a 3 de Junho. O veículo de carga Dragon-v2 SpX-22 será lançado pelo foguetão Falcon 9-120 (B1067.1) a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy, Ilha de Merritt – Florida. O lançamento está previsto para as 1729UTC.

A missão irá transportar mantimentos, experiências e equipamentos para a tripulação permanente a bordo da estação espacial internacional.

O satélite de comunicações SiriusXM SXM-8 deverá ser lançado às 0425UTC do dia 6 de Junho pela SpaceX. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão Falcon 9-121 (B1061.3) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral SFS, Florida.

Baseado na plataforma SSL-1300 o SXM-8 foi desenvolvido pela Space Systems/Loral (actual Maxar Technologies) e tem uma massa de cerca de 7.000 kg. Transporta uma carga de comunicações em banda-S. Operando na órbita geossíncrona, o satélite terá uma vida útil de 15 anos.

A missão militar NROL-111 será lançada a 15 de Junho utilizando um foguetão Minotaur-I. O lançamento terá lugar a partir da Plataforma de Lançamento LP-0B do MARS Wallops Island. A carga a bordo não foi especificada.

O satélite de navegação GPS-III SV05 ‘Neil Armstrong’ será lançado às 2200UTC do dia 17 de Junho. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão Falcon 9-122 (B1062.2) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral SFS.

Operados pela US Space Force (USSF), estes satélites são desenvolvidos pela Lockheed Martin e baseados na plataforma A2100A. O seu tempo de vida útil é de 15 anos.

A China deverá lançar a sua primeira missão espacial tripulada para a sua nova estação espacial Tiangong a 17 de Junho. O lançamento da Shenzhou-12 será levado a cabo pelo foguetão Chang Zheng-2F/G (Y12) a partir da Plataforma de Lançamento 91 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, Mongólia Interior. A Shenzhou-12 irá acoplar com o módulo Tianhe e a sua tripulação deverá permanecer em órbita por vários meses.

No dia 18 de Junho um foguetão Chang Zheng-2C será lançado desde o Complexo de Lançamento LC3 de Xichang transportando três satélites na missão Yaogan-30 Grupo-09. Também designados Chuangxin-5 (24), Chuangxin-5 (25) e Chuangxin-5 (26), estes são satélites de escuta electrónica, detectando sinais de rádio provenientes de embarcações nos oceanos.

A 20 de Junho será lançado um foguetão Chang Zheng-2D desde o Complexo de Lançamento LC43/94 de Jiuquan transportando dois satélites. A carga principal não é conhecida, mas a carga secundária é constituída pelo satélite Haisi-2/Yangwang-1. Ambos os satélites destinam-se a órbita sincronizadas com o Sol a uma altitude de 500 km.

A missão militar STP-3 será lançada a 23 de Junho a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral SFS. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão Atlas-V/551 (AV-093). A carga principal é o satélite STPSat-6, transportando ainda o satélite LDPE-1 (ROOSTER-1) juntamente com seis outros pequenos satélites.

O STPSat-6 é um satélite experimental para o Space Test Program (STP) do Departmento de Defesa dos Estados Unidos. O satélite é baseado na plataforma A-300 da Northrop Grumman Innovation Systems (NGIS). O satélite será directamente colocado numa órbita ligeiramente acima da órbita geossíncrona. Irá transportar várias experiências, entre as quais o SABRS-3 (Space and Atmospheric Burst Reporting System), que irá fornecer a capacidade de detecção de detonações nucleares e dados do ambiente espacial, e está projectado para complementar os detectores de detonações nucleares actualmente a bordo dos satélites GPS. Outra carga a bordo é o LCRD (Laser Communications Relay Demonstration) da NASA.

Os satélites LDPE (Long Duration Propulsive EELV Secondary Payload Adapter (ESPA)) são veículos experimentais construídos para o U.S. Air Force Space and Missiles Center (AFSMC) para transportar pequenas cargas e colocar pequenos satélites em órbita.

A missão comercial Transporter-2 será lançada pela SpaceX a 24 de Junho. O lançamento será levado a cabo por um foguetão Falcon-9 a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral SFS. A missão irá transportar os seguintes satélites / cargas: D-Orbit, Capella-5 (Whitney 3), LINCS-A e LINCS-B, Mandrake-2A e Mandrake-2B, Outpost tech demo, SAI-2, quatro satélites ÑuSat, SHERPA-FX2 (ARTHUR-1, cinco satélites Astrocast, três satélites Hawk, cinco satélites Lemur-2, Lynk-06, MINAS, doze satélites SpaceBEE, e a carga TagSat-2), SHERPA-LTE1 (Aurora, Faraday Phoenix, quatro satélites KSM-2 ‘Kleos Polar Vigilance Mission’, Tanker-001 Tenzing, Tiger-2, YAM-2, XR-2 e YAM-3).

O veículo de carga Progress MS-17 será lançado às 2327UTC do dia 29 de Junho por um foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. O Progress MS-17 irá transportar mantimentos, água, ar, oxigénio, experiências, equipamentos pessoais e outras cargas para a estação espacial internacional.

Para além destes lançamentos, outros poderão ocorrer no mês de Junho. Os satélites STP-VP27A, BRIK-II, STORK-4 e STORK-5 (MARTA) deverão ser colocados em órbita na missão “Tubular Bells, Part One” da Virgin Orbit. Esta será lançada pelo conjunto Boeing-747-400 “Cosmic Girl”/LauncherOne (F3), levantando voo desde a pista RW06LR/24RL da Base Aérea de Anderson, Guam.

O satélite de detecção remota Gaofen-3 (02) deverá ser colocado em órbita pelo foguetão Chang Zheng-4C (Y28) a partir do Complexo de Lançamento LC43/94 de Jiuquan.

O lançamento inaugural do foguetão Firefly Alpha deverá ter lugar em Junho. A missão FLTA001 será lançada desde o Complexo de Lançamento SLC-2W da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia, transportando os satélites BSS1, CRESST, DREAM COMET, Firefly Capsule-1, FossaCon-1, FossaSat-1B (Fossa-1B), FossaSat-2 (Fossa-2), GENESIS-L, GENESIS-N, Hiapo,
Magneto, NPS-CENETIX-Orbital 1, Qubik-1, Qubik-2, Spinnaker-3 e TIS Serenity (TISSCCE).

O satélite TacRL-2 deverá ser lançado por um foguetão Pegasus-XL transportado pelo avião L-1011 “Stargazer” a partir da Base Aérea de Vandenberg.

Finalmente, a RocletLab espera regressar aos voos orbitais após o seu desaire em Maio, lançando os satélites BlackSky-10 (BlackSky Global 12) e BlackSky-11 (BlackSky Global 13) a partir do Complexo de Lançamento LC-1A de Onenui (Máhia).



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post