Irão pretende lançar quatro satélites no “próximo ano”

Nos últimos anos, o Irão tem sido fértil em anúncios de novos satélites. Muitos destes satélites anunciados pelas autoridades Iranianas nunca viram a luz do dia e ainda aguardam algures o seu lançamento.

As duas tentativas mais recentes para colocar satélites em órbita por parte do Irão, resultaram em fracassos, porém os anúncios de novas missões continuam.

Recentemente, Morteza Berari, principal responsável pela organização aeroespacial do Irão, referiu que o seu país pretende colocar em órbita quatro novos satélites.

Segundo Berari, “…os satélites são designados Nahid-1, Nahid-2, Zafar e Pars-1,” e o plano é “colocar os quatro satélites em órbita ao longo do próximo ano.”

O satélite Nahid-1 é um micro-satélite de comunicações para ser colocado numa órbita terrestre baixa e que está a ser desenvolvido pelo Centro de Investigação Espacial Iraniano para a Agência Espacial do Irão. O satélite terá uma massa de 50 kg e o seu tempo de vida útil será de 40 dias. O lançamento, inicialmente previsto para 2017, deverá ser levado a cabo por um foguetão Simorgh. O satélite estará já pronto para o lançamento e estará a decorrer o processo de compatibilidade com o seu lançador.


O Nahid-2 é um satélite de comunicações com uma massa de 100 kg que está a ser desenvolvido pelo Centro de Investigação Espacial Iraniano para a Agência Espacial do Irão. Sendo uma versão melhorada do Nahid-1, o satélite foi originalmente anunciado que seria colocado em órbita em 2021. Deverá operar na órbita geossíncrona e ter um tempo de vida útil de dois anos.

O satélite Zafar, com uma massa de 90 kg, é um micro-satélite que tem por missão a obtenção de imagens para a criação de mapas com um resolução de 80 metros. O Zafar deverá ser colocado em órbita por um foguetão Simorgh.

Finalmente, o Pars-1 (também designado Pars Sepehr) é um satélite de detecção remota.

 

%d blogueiros gostam disto: