Irão falha lançamento do satélite Zafar

A República Islâmica do Irão levou a cabo o lançamento do satélite Zafar no dia 9 de Fevereiro de 2020. O lançamento estava originalmente previsto para ter lugar a 7 de Fevereiro, mas foi adiado por razões não definidas.

O Zafar foi lançado por um foguetão Simorgh pelas 1548:14UTC a partir do Complexo de Lançamento LC-2 do Centro Espacial Iman Khomeini, em Semnam.

Segundo as autoridades iranianas o satélite não atingiu a velocidade orbital apesar do «bom desempenho» do lançador Simorgh. O satélite terá atingido um apogeu de 540 km de altitude.

A separação entre o primeiro e o segundo estágio terá ocorrido pelas 1550:05UTC e a separação das duas metades da carenagem pelas 1550:22UTC.

O satélite Zafar

O satélite Zafar (ظفر) foi desenvolvido por especialistas iranianos da Universidade de Ciência e Tecnologia do Irão, tinha uma massa de cerca de 90 kg e estava equipado com um sistema de observação composto por quatro câmaras multiespectrais que permitiriam uma resolução no solo de 80 metros (outras fontes referiram 22,5 metros). A missão do Zafar-1 teria uma duração de 18 meses.

O foguetão Simorgh

Por vezes designado Safir-2, o foguetão Simorgh (ماهواره‌بر سیمرغ‎) foi anunciado a 3 de Fevereiro de 2010 pelo então Presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad.

O foguetão é um lançador a dois ou três estágios com 27 metros de comprimento, um diâmetro de 2,5 metros e uma massa no lançamento de 87.000 kg. Seu primeiro estágio é alimentado por quatro motores principais, cada um com uma capacidade de 29.000 kgf (280 kN, além de um quinto motor vernier, fornecendo 13.600 kgf (133 kN). No lançamento o foguetão é capaz de gerar um impulso total de 130.000 kgf (1.300 kN).

O Simorgh é capaz de colocar uma carga de 350 kg numa órbita terrestre baixa a uma altitude de 500 km.

Este lançador tem a sua raiz no foguetão Norte-coreano Unha e no foguetão Iraniano Safir.

O lançamento inaugural do Simorgh deveria colocar em órbita o satélite Toloo, seguindo-se mais tarde os satélites Mesbah-2 e Autsat. Porém, em Novembro de 2011, foi anunciado que o primeiro voo do Simorgh ocorreria em 2012 a partir do Centro Espacial Iman Khomeini.

O primeiro lançamento do Simorgh ocorreria a 19 de Abril de 2016, numa missão de teste sub-orbital cujo resultado não foi publicado. Na altura o lançamento do satélite Toloo estava previsto para o início de 2017. O lançamento nunca teve lugar.

Um segundo teste teve lugar a 27 de Julho de 2017, não alcançando a órbita terrestre devido a um problema de ignição do segundo estágio que funcionou somente durante 20 segundos.

O terceiro lançamento do Simorgh a 15 de Janeiro de 2019, também não atingiu a órbita terrestre devido a um mau funcionamento do terceiro estágio, levando à perda do satélite Payam-e Amirkabir (پيام اميركبير) (AUTSAT-1, Amir-Kabir 1).

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5917

– Lançamento orbital Irão: 11 (0,18%)

– Lançamento orbital desde CE Iman Khomeini: 11 (0,18% – 100%)

Os quadro seguinte mostra os lançamentos previstos e realizados em 2020 por polígono de lançamento.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

5918 – 09 Fev (2239:XX) – Antares-230+ – MARS Wallops Isl., LP-0A – Cygnus NG-13 (CRS-13) “SS Robert H. Lawrence”

5919 – 08 Fev (0415:XX) – Atlas-V/411 (AV-087) – Cabo Canaveral AFS, SLC-41 – Solar Orbiter

5920 – 10 Fev (XXXX:XX) – GSLV MkII F10 – Satish Dawan SHAR, SLP – GISAT-1

5921 – 15 Fev (1546:XX) – Falcon 9-081 – Cabo Canaveral AFS, SLC-41 – Starlink v1.0 (x60) F4

5922 – 17 Fev (????:??) – CZ-2C Chang Zheng-2C – Xichang, LC2 – Yaogan Weixing-30 Grupo-06 ‘Chuangxin-5 (16/18)’



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu