Foguetões Soyuz deverão regressar ao activo a 24 de Outubro

A Comissão de investigação ao acidente ocorrido durante o lançamento da missão espacial tripulada Soyuz MS-10 que teve lugar a 11 de Outubro de 2018, aprovou um relatório preliminar sobre as causas do acidente. Um relatório final sobre o acidente juntamente com as recomendações a serem tomadas será publicado a 30 de Outubro.

No entanto, no Cosmódromo GIK-1 Plesetsk decorrem os preparativos para o lançamento de um satélite militar 14F145 Lotus-S1. O satélite 14F145 Lotus-S1 n.º 804 deverá ser lançado no final do dia 24 de Outubro, tendo já sido emitidos os avisos de encerramento de espaço aéreo para esta missão.


Assim, a causa do acidente no lançamento da Soyuz MS-10 estará compreendida, apesar de aparentemente não ter sido uma razão isolada, pois um acidente semelhante terá ocorrido em 1986 durante o lançamento de um foguetão 11A511U Soyuz-U. Neste acidente, ocorrido a 26 de Março de 1986, um dos propulsores laterais do foguetão 11A511U Soyuz-U (76021328) que transportava um satélite militar Oblik / Zenit-8 lançado a partir do Cosmódromo NIIP-5 Baikonur (LC31/2), atingiu o segundo estágio (Blok-A) do lançador logo após a separação, levando à perda da missão. Uma situação semelhante terá ocorrido a 11 de Outubro de 2018.

Estabelecida a causa para o acidente da Soyuz MS-10, está alinhado um calendário de lançamentos que utilizarão as diferentes versões do lançador Soyuz.

Os preparativos para o lançamento do satélite de navegação Uragan-M 14F113 № 757 não foram suspensos com a ocorrência do acidente da Soyuz MS-10 e o lançamento deverá ter lugar na data prevista de 3 de Novembro. O lançamento será levado a cabo por um foguetão 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat-M a partir do Complexo de Lançamento LC43/4 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk.

Da mesma forma, o lançamento do satélite meteorológico Europeu, MetOp-C, continua previsto para ter lugar a 7 de Novembro. O satélite será lançado pelo foguetão 372RN21B Soyuz-ST-B/Fregat-M (U15000-014/133-12) a partir do Complexo de Lançamento ELS do CSG Kourou (Sinnamary).

O próximo veículo de carga Russo a ser lançado para a estação espacial internacional, o Progress MS-10, tem agora o seu lançamento previsto para 18 de Novembro utilizando um foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG e a 3 de Dezembro, um lançador semelhante irá colocar em órbita a missão espacial tripulada Soyuz MS-11. Ambos os lançamentos decorrerão desde o Cosmódromo de Baikonur.

A 18 de Dezembro um foguetão 372RN21B Soyuz ST-B/Fregat-MT será lançado desde o CSG Kourou (Sinnamary) para colocar em órbita o satélite CSG-1 (COSMO-SkyMed Second Generation-1) e no dia 26 um foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a/Fregat-M será lançado desde o Cosmódromo de Vostochniy transportando os satélites de detecção remota Kanopus-V n.º 4 e Kanopus-V n.º 5, juntamente com mais 16 pequenos satélites, onde deverá estar incluído um satélite Iraniano.

Finalmente, a 27 de Dezembro deverá ocorrer o lançamento do satélite Egípcio, EgyptSat-A (MisrSat A), a partir de Baikonur utilizando um foguetão 14A14-1B Soyuz-2.1b.

Antes do final de 2018 poderemos ainda assistir ao lançamento de um satélite militar 14F01 Neitron a partir de Plesetsk utilizando um foguetão 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat-M, bem como do satélite militar Bars-M n.º 603 (3L) utilizando um foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1a.

 

%d blogueiros gostam disto: