Foguetão sul-coreano Nuri não atinge a órbita terrestre

A Coreia do Sul realizou o lançamento inaugural do seu foguetão Nuri no dia 21 de Outubro de 2021. O lançamento teve lugar às 0800UTC a partir do Complexo de Lançamento LC-2 do Centro Espacial de Naro, Goheung.

Apesar da fase inicial da missão ter decorrido como previsto, o desempenho do terceiro estágio não permitiu a colocação em órbita a uma altitude de 100 km de um modelo de 1.500 kg de um satélite. No entanto, a agência espacial sul-coreana, KARI; referiu que o lançamento foi bem sucedido, tendo sido recolhidos dados que serão valiosos na preparação da próxima missão que deverá decorrer em Maio de 2022.

O foguetão Nuri

Também designado Korea Satellite Launch Vehicle 2 (KSLV-2), o foguetão Nuri é um veículo totalmente desenvolvido pela Coreia do Sul, diferenciando assim do foguetão Naro cujo primeiro estágio era baseado num estágio URM-1 de fabrico russo. O Nuri é um lançador a três estágios consumindo Jet-A/LOX e com um comprimento de 47,2 metros.

O primeiro estágio está equipado com quatro motores KRE-075, cada um produzindo 735 kN de força e 298 segundos de impulso específico no vácuo. O motor KRE-075 utiliza um ciclo gerador de gás para accionar a sua turbo bomba, com os quatro motores a gerar em conjunto 2.942 kN de potência numa queima de cerca de 127 segundos. O primeiro estágio tem um diâmetro de 3,5 metros e um comprimento de 21,6 metros.

O segundo estágio está equipado com um único motor KRE-075 que, apesar de ser semelhante aos motores utilizados no primeiro estágio, é optimizado para desempenho em vácuo. Assim, este motor gera uma potência de 788 kN com um impulso específico de 315,4 segundo, tendo uma queima de cerca de 148 segundos. O segundo estágio tem um diâmetro de 2,6 metros e um comprimento de 13,6 metros.

O terceiro estágio está equipado com um único motor KRE-007 que produz 68,7 kN de força com um impulso específico de 325 segundos. O seu tempo de queima é de 500 segundos. O segundo estágio tem um diâmetro de 2,6 metros e um comprimento de 3,5metros.

Preparativos para o lançamento e perfil de voo

Integrado o lançador e após as inspecções finais realizadas no interior do edifício de integração e montagem, o primeiro Nuri foi transportado para a plataforma de lançamento LC-2 do Centro Espacial de Naro, a 20 de Outubro. Sendo transportado na posição horizontal, o foguetão foi posteriormente colocado na vertical sobre o fosso das chamas, iniciando-se os preparativos para o lançamento com a ligação das condutas umbilicais que permitiam os testes dos sistemas eléctricos, de comunicações, dos sistemas hidráulicos e dos motores.

A T-7h iniciavam-se os preparativos finais com as inspecções do equipamento de lançamento e a T-2h iniciava-se o abastecimento do lançador, terminando a T-1h 20m. A estrutura de serviço que permitia o acesso aos diferentes pontos do lançador era colocada na posição de lançamento a T-1h.

A revisão final dos preparativos e do estado do lançador e do complexo de lançamento ocorria a T-30m, com a contagem decrescente final a ser iniciada a T-10m.

A T=0s dava-se a ignição dos quatro motores do primeiro estágio, com o lançador a deixar a plataforma de lançamento. Após uma breve ascensão vertical, o veículo orientava-se no seu azimute de voo de 170.º. A T+55s o foguetão Nuri atingia Mach 1.

A T+2m 7s dá-se o final da queima do primeiro estágio, separando-se do segundo estágio que entra em ignição pouco depois. A T+3m 48s dá-se a separação das duas metades da carenagem de protecção. O final da queima do segundo estágio ocorre a T+4m 22s, separando-se do terceiro estágio.

Após a separação do segundo estágio, ocorre a ignição do terceiro estágio, alterando-se também o azimute de voo para 191.º. A ignição do terceiro estágio deveria ocorrer até T+13m 18s, no final da qual o conjunto deveria encontrar-se numa órbita sincronizada com o Sol a uma altitude de 700 km e com uma inclinação de 98,2.º. A separação do simulador ocorreria três minutos mais tarde.

No entanto, um problema no desempenho do terceiro estágio que terminou a sua queima mais cedo do que previsto, levou a que este apenas atingisse uma velocidade de 7,5 km/s, insuficiente para colocar em órbita o simulador de massa que transportava.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 6122

– Lançamento orbital Coreia do Sul: 4 (0,07%)

– Lançamento orbital desde Naro: 4 (0,07% – 100,00%)

 

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

6123 – 22 Out (0101:07) – Ariane-5ECA+ (VA255) – CSG Kourou, ELA3 – SES-17, Syracuse 4A (Comsat-NG 1)

6124 – 24 Out (0122:?? – Chang Zheng-3B/G? – Xichang, LC? – ??

6125 – 25 Out (0200:??) – H-2A/202 (F44) – Tanegashima, Yoshinobu LP1 – QZS-1R (Michibiki-1R)

6126 – 27 Out (????:??) – Rocket 3.3 (LV0007) – Kodiak PSC, LP-3B – STP-27AD2

6127 – 28 Out (0000:32) – Baikonur, LC31 PU-6 – 14A14-1A Soyuz-2.1a (S15000-049) – Progress MS-18



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post