Estágio Persey reentra na atmosfera terrestre

O estágio superior Persey (1L) que sofreu um problema no seu lançamento a 27 de Dezembro de 2021, reentrou na atmosfera terrestre a 5 de Janeiro.

A reentrada terá ocorrido pelas 2108UTC sobre o Pacífico Sul.

O Persey (1L) foi utilizado no terceiro lançamento de teste do foguetão 14A127 Angara-A5 que ocorreu às 1900:01UTC do dia 27 de Dezembro de 2021. O foguetão 14A127 Angara-A5/Persey (71753 3L/1L) foi lançado a partir do Complexo de Lançamento LC35/1 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk, Arkhangelsk.

Tal como as duas missões anteriores, este voo teve como objectivo analisar os parâmetros do novo lançador numa missão para uma órbita quase geoestacionária transportando a carga de avaliação inerte IPN-1 ‘Imitator Poleznoy Nagruzki-1’ (Имитатор полезной нагрузки) que representa um modelo de um satélite geoestacionário. A missão tem uma duração de cerca de 6 horas e 30 minutos.

Apesar do lançamento do foguetão Angara-A5 ter decorrido sem problemas, o estágio Persey não realizou de forma completa a segundo de três queimas que estavam previstas, ficando «preso» numa de parqueamento baixa. O problema surgiu dois segundos após iniciar a queima que foi abruptamente interrompida. Na altura, o conjunto formado pelo estágio Persey (1L) e pela carga de avaliação IPN-1 encontrava-se numa órbita com um perigeu a 169 km de altitude, apogeu a 169 km de altitude e inclinação orbital de 63,4.°.

A sua órbita foi gradualmente diminuindo de altitude em resultado do atrito atmosférico, acabando por reentrar na atmosfera terrestre a 5 de Janeiro.

 

O estágio superior 14S48 Persey é uma versão melhorada do estágio Blok DM-03 equipado com um motor RD-58M. A utilização dos estágios Blok DM-03 difere consoante o cosmódromo a partir do qual é utilizado: Baikonur – 11C861-03, Plesetsk – 14S48, Vostochny – 14S49.

Em 2014 a Corporação RKK Energia ‘Sergei Korolev’ publicou um projecto técnico para os estágios superiores 14S48 Persei (Perseu) e 14S49, que incorporava a maior parte das características propostas para a Fase II de melhoria e modernização do estágio Blok DM-03. A variante 14S48 estava equipada com o velho motor 11D58M, enquanto o 14S49 deveria suportar o motor de nova geração 11D58MF. Ambas as variantes deixam de usar propelentes tóxicos e usam novos sistemas de controlo de voo compactos. Ambos os estágios possuem adaptadores removíveis que podem servir como interface de uma carenagem de protecção de maiores dimensões para o foguetão Angara-5.

O foguetão Angara-A5 realizou dois voos de teste em 2014 e em 2020. A 23 de Dezembro de 2014, pelas 0557:00,398UTC, era lançado o foguetão 14A127 Angara A5-1LM/Briz-M (71751/88801) desde o Complexo de Lançamento LC35/1 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk. Neste lançamento foi transportada uma carga (IPM) que simulou um satélite. O segundo lançamento teve lugar às 0550:00;282UTC do dia 14 de Dezembro de 2020, com o foguetão 14A127 Angara-A5.2L/Briz-M (71752/88802 (88534)) a colocar em órbita geoestacionária o simulador de carga IPM-2.

O próximo voo de um foguetão Angara-A5/Persey deverá ter lugar em 2025 para colocar em órbita o satélite experimental de comunicações Yanisey-A1.



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post