ESA ao serviço da Terra

Graças à era dos satélites, estamos numa posição melhor para compreender as complexidades do nosso planeta, especialmente no que diz respeito às mudanças globais. Os satélites de hoje são usados para prever o tempo, responder a questões importantes das ciências da Terra, fornecer informações essenciais para melhorar as práticas agrícolas, segurança marítima, ajudar em caso de desastres e todo o tipo de aplicações diárias.

A necessidade de informações de satélites está a crescer a uma taxa cada vez maior. A ESA é líder mundial em observação da Terra e continua dedicada ao desenvolvimento de tecnologia espacial de ponta para entender melhor o planeta, melhorar a vida quotidiana, apoiar a formulação de políticas para um futuro mais sustentável e beneficiar as empresas e a economia.

Conhecimento avançado

Novos panoramas da Terra dinâmica
Novos panoramas da Terra dinâmica

As missões de Exploração da Terra são projetadas para melhorar a nossa compreensão da Terra. Utilizam tecnologias espaciais de ponta para aprender mais sobre as interações entre a atmosfera, biosfera, hidrosfera, criosfera e o interior da Terra, essenciais para o funcionamento da Terra como um sistema. É importante ressaltar que abordam questões científicas que ajudam a prever os efeitos da mudança climática, e abordam também questões científicas que têm uma relação direta com as questões sociais que a humanidade, provavelmente, enfrentará nas próximas décadas. Embora estas missões estejam a cumprir o seu objetivo original, todas estão a superar as expectativas com os seus dados a encontrar uma infinidade de utilizações em aplicações do mundo real para melhorar a vida quotidiana.

Melhorar o quotidiano

A família Sentinel
A família Sentinel

As missões Sentinel são desenvolvidas especificamente para o programa Copernicus da União Europeia – o maior programa de monitorização ambiental do mundo. Ao fornecer um conjunto de serviços de informação essenciais para uma ampla gama de aplicações práticas, o programa está a mudar significativamente a forma como gerimos o meio ambiente, entendemos e enfrentamos os efeitos das mudanças climáticas e protegemos a vida quotidiana. Cada missão Sentinel contém tecnologia de ponta para fornecer um fluxo de imagens e dados complementares adaptados às necessidades do Copernicus. Estes dados são gratuitos e abertos a usuários em todo o mundo, o que não só facilita a tarefa essencial de monitorização do meio ambiente, mas também ajuda a estimular o empreendedorismo, ao criar novos empregos e oportunidades de negócios.

Observação das condições climatéricas

Os benefícios económicos e sociais de previsões meteorológicas precisas são enormes; permitem-nos tomar decisões informadas, seja colher uma colheita antes que chova, cobrir as estradas com brita para evitar acidentes, definir rotas de aeronaves e tráfego marítimo para evitar condições adversas ou simplesmente planear as atividades diárias. Graças à cooperação entre a ESA e a Eumetsat, a Europa dispõe de uma frota de satélites meteorológicos, em órbitas geoestacionárias e polares, para fornecer informações essenciais para as previsões meteorológicas. As informações desses satélites também são usadas para entender as mudanças climáticas.

Mais além de uma missão de satélite

A ESA também contribuiu para o estabelecimento de uma série de iniciativas, como a Iniciativa para as Alterações Climáticas e a Carta Internacional ‘Espaço e Grandes Desastres’. A Iniciativa para as Alterações Climáticas utiliza plenamente os recursos espaciais de observação da Terra da Europa para gerar conjuntos de dados de longo prazo sobre os principais indicadores das alterações climáticas. Estas ‘variáveis climáticas essenciais’ fornecem à Europa uma ferramenta poderosa para monitorizar o sistema climático e ajudar a prever os efeitos das mudanças. A Carta Internacional fornece acesso rápido aos dados de satélite para ajudar as autoridades de gestão de desastres no caso de um desastre, como uma inundação, terramoto ou erupção vulcânica.

Notícia e imagens: ESA

A ESA publica os seus textos de acordo com o novo AO90.



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post