China vai lançar novo satélite oceanográfico

O satélite Zhongfa Haiyangxue Weixing, também designado CFOSAT (China-France Oceanography SATellite), deverá ser lançado a 29 de Outubro por um foguetão CZ-2C Chang Zheng-2C a partir da Plataforma de Lançamento 94 do Complexo de Lançamento LC43 de Jiuquan. O lançamento está previsto por volta das 0030UTC.

O CFOSAT resulta de uma colaboração entre a agência espacial Francesa, CNES, e a agência espacial Chinesa. Desenvolvido pela Academia Chinesa de Tecnologia Espacial, o satélite tem uma massa de cerca de 600 kg e é baseado na plataforma CAST2000.

A bordo transporta dois instrumentos: o SWIM (Surface Waves Investigation and Monitoring), um dispersómetro de onda fornecido pelo CNES que irá permitir medir as propriedades das ondas (direcção, comprimento de onda, etc.) e o SCAT (wind SCAT terometer), um dispersómetro de campo de vento fornecido pela agência espacial Chinesa que irá medir a intensidade e direcção do vento.

Para além do CFOSAT, serão colocados em órbita os satélites Xiaoxiang-1 (2), Zhaojin-1 (Tongchuan-1), Tianfuguoxing-1 (Xinghe), Changshagaoxin e o CubeBel-1 (BSUSat-1).

O satélite Xiaoxiang-1 (2) é um satélite de demonstração tecnológica construído pera a LaserFleet que tem por objectivo desenvolver uma constelação de 288 satélites de comunicações por laser  em órbita terrestre baixa, fornecendo acesso de Internet de banda larga. A empresa assinou já um acordo de cooperação com o Instituto de Gestão de Aviação Civil da China.

O satélite Zhaojin-1 (também designado Tongchuan-1) é o primeiro dos designados Detectores Integrados de Raios Gama, uma constelação de 24 CubeSasts desenvolvidos pela Universidade de Tsimghua que irão detectar sinais de explosões de raios gama. O principal objectivo cientifico dos satélites é identificar e localizar os homólogos electromagéticos das ondas gravitacionais tais como os que foram detectados pelo LIGO. O satélite, baseado no modelo CubeSat-6U, vai estar também envolvido em testes da estação de comunicação Tongchuan.

O pequeno Tianfuguoxing-1(Xinghe) é um CubeSat que será utilizado para demonstração tecnológica de detecção remota e inteligência artificial em cooperação com a Guoxing Yuhang Co. Ltd. (ADA Space). Esta é uma firma privada de Chengdu que também lançou duas cargas no voo sub-orbital da iSpace que teve lugar em Setembro de 2018.

O satélite Changshagaoxin é um satélite de rádio-amador e de demonstração tecnológica que irá também comemorar o 30º aniversário da zona tecnológica da cidade de Changsha. O satélite servirá como uma plataforma de demonstração tecnológica para o modelo Cubesat-20U Spacety.

A bordo deverá estar o satélite CubeBel-1 (ou BSUSat-1) desenvolvido pela Universidade Estatal da Bielorrússia. Este é um satélite de demonstração tecnológica que irá testar um sistema de propulsão, sistema de comunicações e um sistema de recolha de dados, entre outros. O satélite tem um tempo de vida útil de 5 anos e será colocado numa órbita a 500 km de altitude.

 

%d blogueiros gostam disto: