China vai lançar módulo Wentian para a estação espacial Tiangong

A China vai realizar o lançamento do módulo Wentian para a estação espacial Tiangong a 24 de Julho de 2022 a partir do Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang. O lançamento está previsto para as 0617:40UTC e será levado a cabo pelo foguetão Chang Zheng-5B (Y3).

A construção da estação espacial chinesa Tiangong iniciou-se a 29 de Abril de 2021 com o lançamento do módulo Tianhe que entretanto se encontra ocupado pela tripulação da Shenzhou-13, tendo já albergado durante três meses a tripulação da Shenzhou-12.

O módulo Tianhe irá agora receber o módulo Wentian que é o primeiro de dois módulos científicos a serem lançados em 2022. O Wentian tem um comprimento de 17,9 metros e uma massa de cerca de 21.500 kg, estando equipado com um braço robótico de 5 metros de comprimento e um outro mais pequeno que será utilizado para recolocar o módulo da sua posição de acoplagem para a sua posição operacional.

A secção de serviço está equipada com um total de 36 propulsores, dos quais quatro serão utilizados para manobras orbitais. Os restantes são utilizados para controlo de atitude.

O novo módulo está equipado com duas asas solares que necessita de duas aberturas para se estender por completo. O segmento mais curto tem um comprimento de 6,5 metros e será aberto após a inserção orbital. O segmento mais longo será aberto após a acoplagem com o módulo Tianhe e uma vez totalmente aberto irá fornecer 7,3kW de energia. A envergadura do Wentian será então superior a 55 metros.

Tanto o Wentian como o Mengtian são módulos pressurizados construídos a partir das experiências obtidas com o módulo orbital Tiangong-2 e serão utilizados para realizar experiências nas áreas das ciências da vida, biotecnologia, física, ciências dos materiais, microgravidade, etc. Para além das experiências localizadas no interior pressurizado, ambos os módulos serão capazes de albergar experiências exteriores tanto e plataforma de exposição ao ambiente espacial, como fixadas nas respectivas fuselagens.

Os módulos serão acoplados no porto de acoplagem axial do módulo Tianhe e posteriormente transferidos para um porto lateral utilizando um sistema de manipulação remota operado a partir do interior da estação espacial ou de forma remota a partir do centro de controlo.

O módulo Wentian terá sistemas de controlo adicionais que poderão ser utilizados caso surja algum problema com o Tianhe. Por seu lado, o módulo Mengtian possui funções similares ao Wentian, mas está equipado com uma escotilha especial para permitir as entrada e saída de carga e instrumentos com o auxílio dos tripulantes ou de forma autónoma utilizando o sistema de manipulação remota.

Imagem: Internet chinesa



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post