China vai lançar Chang’e-5 para trazer para a Terra amostras da superfície lunar

A China vai lançar a missão Chang’e-5 a 23 de Novembro de 2020 com o objectivo de recolher amostras da superfície lunar e trazê-las de volta para a Terra.

O lançamento desta importante missão está previsto para as 2025UTC e será levada a cabo pelo foguetão CZ-5 Chang Zheng-5 (Y5) a ser lançado desde o Complexo de Lançamento LC101 do Centro de Lançamentos Espaciais de Wenchang.

A Chang’e-5, com uma massa de cerca de 8.200 kg, é composta por quatro partes distintas: um módulo orbital, um módulo de descida, uma cápsula de regresso e um módulo de ascensão lunar. Separando-se do módulo orbital, o módulo de descida irá efectuar uma alunagem suave na superfície lunar. A alunagem deverá ter lugar pelas 2030UTC do dia 29 de Novembro em Mons Rumker no Oceanus Procellarum.

Estabelecendo-se na superfície lunar, o módulo irá estender um braço robótico que irá perfurar a superfície, obtendo amostras. Estas amostras serão depois colocadas no interior da cápsula de regresso que será lançada desde a superfície da Lua pelo módulo de ascensão lunar. Este módulo irá então acoplar com o módulo orbital que se encontra em órbita lunar.

O módulo orbital inicia então a viagem de regresso à Terra e quando se encontrar perto do nosso planeta, a cápsula de regresso separa-se e realiza uma reentrada a alta velocidade. A cápsula irá realizar uma manobra de aerotravagem atmosférica e posteriormente irá aterrar em Siziwang Banner, Mongólia Interior, com a sua preciosa carga.

Imagens: Internet Chinesa



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post