China falha lançamento do Yaogan Weixing-33

O lançamento do satélite YG-33 Yaogan Weixing-33 teve lugar às 2245UTC do dia 22 de Maio de 2019 e foi levado a cabo por um foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C a partir do Complexo de Lançamento LC9 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, província de Shanxi.

No entanto, a missão não foi bem sucedida e o satélite não atingiu a órbita terrestre devido a um problema com o terceiro estágio do foguetão lançador.


Simplesmente identificado como um satélite de detecção remota, o YG-33 deveria ser o segundo veículo de uma série de satélites de observação por radar cujo primeiro satélite foi lançado a 26 de Novembro de 2015 (Yaogan Weixing-29). Utilizando um radar SAR com sinais de banda-L cuja largura de banda é 6 vezes superior às utilizadas pelas gerações de satélites SAR anteriores, a sua resolução é de 0,5 metros.

Os satélites são desenvolvidos pelo SAST (Shanghai Academy of Space Technology) e operam em órbitas a uma altitude média de 615 km com uma inclinação de 97,8º.

O foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C

CZ-4CO desenvolvimento do foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C (Longa Marcha-4C) de três estágios tem como base o foguetão CZ-4B Chang Zheng-4B e surge pela necessidade de se desenvolver um lançador cujo estágio superior tivesse a capacidade de múltiplas ignições em órbita com o motor YF-40A. Para além desta capacidade, o CZ-4C possui anéis estruturais na base do primeiro e do segundo estágio, uma cobertura climatérica na secção inter-estágio (que é ejectada no lançamento) e uma carenagem de maiores dimensões (que foi pela primeira vez introduzida com o CZ-4B). Outras características incluem um sistema de de gestão de propolente no terceiro estágio, um sistema de controlo de lançamento automatizado e controlado de forma remota, novos procedimentos no teste dos sistemas do lançador, transmissão de dados e de telemetria melhorada, e um novo sistema de fornecimento de energia, para além de um novo computador de voo com uma melhor performance de calculo e um sistema de fornecimento de energia mais pequeno, porém mais eficaz, e um novo sistema de orientação com obtenção de dados de GPS. Assim, todas estas características permitem que o CZ-4C Chang Zheng-4C seja capaz de colocar em órbita cargas de maiores dimensões e com uma maior precisão em relação ao CZ-4B Chang Zheng-4B.

O lançador adopta também um novo procedimento de verificação e em vez de ser testado numa posição horizontal antes de ser erigido na plataforma de lançamento, o veículo pode ser montado e testado na plataforma ao mesmo tempo, reduzindo num terço assim o tempo de preparação para o lançamento.

O CZ-4C é capaz de colocar uma carga de 4.200 kg numa órbita terrestre baixa, 2.800 kg numa órbita sincronizada com o Sol a 900 km de altitude ou 1.900 kg numa órbita de transferência para a órbita geossíncrona.

No lançamento desenvolve uma força de 2.960.000 kN e a sua massa total é de cerca de 250.000 kg. Tem um comprimento total de 48,50 metros e um diâmetro de 3,35 metros.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5837

– Lançamento orbital China: 324 (5,55%)

– Lançamento orbital desde Taiyuan: 74 (1,27% – 22,84%)

Os quadro seguinte mostra os lançamentos previstos e realizados em 2019 por polígono de lançamento.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

5838 – 24 Mai (0230:00) – Falcon 9-072 (B1049.3) – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – Starlink (x60)

5839 – 27 Mai (0600:00) – 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat-M – GIK-1 Plesetsk, LC43/4 – Glonass-M №58

5840 – 30 Mai (1742:00) – 8K82KM Proton-M/Briz-M (93569/99564) – Baikonur, LC81 PU-24 – Yamal-601

5841 – 05 Jun (????:?) – CZ-11 Chang Zheng-11 – Mar Amarelo – Jilin-1 Gaofen-3A, Jilin-1 Gaofen-3B

5842 – 10 Jun (????:??) – Shuang Quxian-1 – Jiuquan – (sete satélites)

 

%d blogueiros gostam disto: