China lança quatro satélites desde Xichang

Quatro satélites foram lançados desde o Centro de Lançamento de Satélites de Xichang às 2107UTC do dia 19 de Fevereiro de 2020.

O lançamento dos satélites XJS-C/D/E/F Xinjishu Shiyan-C/D/E/F foi levado a cabo por um foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D. Tendo já sido lançado desde Jiuquan e Taiyuan, esta foi a primeira missão deste foguetão desde Xichang. O lançamento deu-se desde o Complexo de Lançamento LC3.

Os satélites XJS-C e D foram construídos pela Academia de Tecnologia Espacial de Xangai, enquanto que o XJS-E foi construído pelo Instituto de Tecnologia de Harbin e o XJS-F pela Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (Shenzhen DFH Satellite Co.). Os satélites serão utilizados para comunicações inter-satélite em rede na órbita terrestre além de testarem novas tecnologias de observação da superfície terrestre.

Os satélites foram transportados no interior de uma carenagem com um comprimento de 3,8 metros, com o lançador a ter um comprimento total de 46,7 metros.

O foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D

CZ-2DO foguetão lançador chinês CZ-2D Chang Zheng-2D (长征二号丁火箭), fabricado pela Academia de Tecnologia Espacial de Xangai, é um veículo a dois estágios destinado a colocar satélites em órbitas terrestres baixas. O seu primeiro estágio é semelhante ao do foguetão lançador CZ-4 Chang Zheng-4, bem como o seu segundo estágio exceptuando uma secção de equipamento melhorada em relação ao CZ-4.

O Chang Zheng-2D tem a capacidade de colocar uma carga de 3.500 kg numa órbita a uma altitude de 200 km com uma inclinação de 28,0.º em relação ao equador terrestre ou uma carga de 1.300 kg para uma órbita sincronizada com o Sol a uma altitude de 645 km. No lançamento desenvolve 2.961,6 kN, tendo uma massa total de 232.250 kg, um comprimento de 41,056 metros e um diâmetro de 3,35 metros.

O CZ-2D é principalmente lançado desde o Complexo de Lançamento LC-43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan (áreas LA-2B ‘138’, que se encontra desactivada, e LC43/94), mas pode também ser lançado desde Xichang e Taiyuan.

O primeiro lançamento do CZ-2D teve lugar a 9 de Agosto de 1992 (0800UTC) quando o veículo Y1 colocou em órbita o satélite recuperável FSW-2 (1) (22072 1992-051A).

O CZ-2D Chang Zheng-2D pode utilizar dois tipos de carenagens de protecção distintas dependendo do tipo de carga a colocar em órbita. A carenagem Tipo A tem um diâmetro de 2,90 metros (com esta carenagem o lançador tem um comprimento total de 37,728 metros) e a carenagem Tipo B tem um diâmetro de 3,35 metros (comprimento total de 41,056 metros).
CZ-2D_2014-08

CZ-2D_2014-09

O CZ-2D pode utilizar o estágio superior Yuanzheng-3 (YZ-3). O YZ-3 é capaz de ser reactivado em órbita mais de 20 vezes e operar por mais de 48 horas. É equivalente aos principais estágios superiores em todo o mundo em termos de performance, tais como capacidade de reactivação, tempo de operação orbital, sistema de controlo digital independente, e comportamento adaptável a diferentes funções.

Representação do lançador Chang Zheng-2D (Imagem: Junior Miranda)

O estágio superior Yuanzheng-3 foi desenvolvido para cumprir as demandas urgentes de veículos lançadores originadas pelo aumento do crescimento de pequenos satélites, constelações de satélites, plataformas de propulsão eléctrica, etc.

O YZ-3 pode também ser utilizado no foguetão Chang Zheng-4B.

Lançamento Veículo Local Lançamento Data Hora (UTC) Carga
2018-002 Y40 Taiyuan, LC9 09/Jan/2018 03:24:33,475 Gaojing-1 (3)

Gaojing-1 (4)

2018-006 Y49 Jiuquan, LC43/94 13/Jan/2018 07:10 Ludikancha Weixing-3
2018-015 Y13 Jiuquan, LC43/94 02/Fev/2018 15:51:04,428 Zhangheng-1

Fengmaniu-1

Shaonian Xing

ÑuSat-4 (Ada)

ÑuSat-5 (Maryam)

GomX-4A (Ulloriaq)

GomX-4B

2018-025 Y50 Jiuquan, LC43/94 17/Mar/2018 07:10:04,842 Ludikancha Weixing-4
2018-048 Y20 Jiuquan, LC43/94 02/Jun/2018 04:13:04,336 Gaofen-6

Luojia-1

2018-094 Y28 Jiuquan, LC43/94 19/Nov/2018 23:40:04,462 Shiyan Weixing-6

Jiading-1 ‘OKW-01’

Tianzhi-1

Tianping-1A

Tianping-1B

2018-102 Y38 Jiuquan, LC43/94 07/Dez/2018 04:12:05,223 SaudiSAT-5A

SaudiSAT-5B

Douyu-666 (TFSTAR)

Xinjiang Jiaotong-01 (TY3-01)

Xingshidai-2 (TY/DF-1)

PiaoChong-1 (LadyBird-1)

PiaoChong-2 (LadyBird-2)

PiaoChong-3 (LadyBird-3)

PiaoChong-4 (LadyBird-4)

PiaoChong-5 (LadyBird-5)

PiaoChong-6 (LadyBird-6)

PiaoChong-7 (LadyBird-7)

2019-063 Y43 Jiuquan, LC43/94 25/Set/2019 00:54:34,502 Yunhai-1 (02)
2020-003 Y58 Taiyuan, LC9 15/Jan/2020 02:53:04,636 Jilin-1 Kuanfu-01 ‘Hongqi-1 H9’

ÑuSat-7 (Sophie)

ÑuSat-8 (Marie)

Tianqi-5 ‘Xinzhou/Yunjiang’

2020-014 Xichang, LC3 19/Fev/2020 21:07 Xinjishu Shiyan-C

Xinjishu Shiyan-D

Xinjishu Shiyan-E

Xinjishu Shiyan-F

O Centro de Lançamento de Satélites de Xichang

O Centro de Lançamento de Satélites de Xichang foi o segundo centro de lançamentos espaciais da China a ser inaugurado, servindo principalmente para o lançamento de satélites geostacionários e sondas para o espaço profundo.

O centro de lançamento está localizado a 28.° 14’N – 102.° 02’E, num vale numa região montanhosa a aproximadamente 85 km Noroeste da cidade de Xichang, província de Sichuan. É de clima subtropical típico, com temperatura média anual de 16ºC e vento suave.

O complexo de lançamento é composto por duas plataformas de lançamento, uma torre de serviços móvel e uma área técnica para abastecimento e verificação de foguetões e satélites. Outras instalações incluem complexos administrativos, centro de comunicações, centro de controle de lançamento e três estações de rastreio. Como outros locais de lançamento espacial na China, Xichang também está sob a jurisdição militar, conhecida como a Base de Testes e Treino nº 27 do Exército de Libertação do Povo.

O Aeroporto Xichang está localizado nos subúrbios a Norte de Xichang, com uma pista de 3.600 metros capaz de aceitar grandes aeronaves de carga, como Boeing 747 e An-124. Linha ferroviária e rodoviária ligam o centro de lançamento com a linha de caminho-de-ferro entre Chengdu e Kunming e a auto-estrada Sichuan-Yunnan. Os veículos de lançamento são transportados em segmentos através da linha férrea directamente para as instalações de processamento de veículos na área técnica. O edifício de processamento tem a capacidade de montar e testar um veículo de lançamento enquanto armazena outro ao mesmo tempo.

Em finais dos anos 60, as relações entre a China e a URSS encontravam-se extremamente tensas, havendo o perigo de uma guerra entre os dois gigantes comunistas. Estando perto das fronteiras com a Mongólia, existia uma crescente preocupação com a segurança do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan e perante este cenário, as autoridades Chinesas tomaram a decisão de construir um novo centro de lançamentos orbitais no Sul da China. Este novo centro seria utilizado para o programa espacial tripulado e para o lançamentos não tripulados. Após o levantamento realizados pelos engenheiros Chineses, foram seleccionados 81 locais localizados em 25 regiões de 9 províncias, sendo finalmente seleccionado um vale de montanha chamado Songlin, perto de Xichang.

A construção do novo centro de lançamento teve início no Inverno de 1970. O local do ‘projecto 7210’ foi propositadamente construído num vale da montanha para melhor a sua sobrevivência em caso de ataque por forças inimigas. Parte das instalações, incluindo os armazéns de propulsores, foram construídas em cavernas subterrâneas e montanhosas para evitar a sua detecção.

Originalmente estava prevista a construção de um único complexo de lançamento. O Complexo de Lançamento LC1 foi estruturado para apoiar o lançamento da cápsula tripulada Shuguang-1, também designado Projeto 714. A construção do local de lançamento foi no entanto suspensa em meados da década de 1970, após o cancelamento do programa tripulado, sendo retomada em 1978 quando foi tomada a decisão de lançar o satélite de comunicações geoestacionárias DFH-2 Dongfangong-2 a partir de Xichang.

O Complexo de Lançamento 3 (LC3) entrou em operação em 1983, com o primeiro lançamento de um foguetão CZ-3 Chang Zheng-3 a ter lugar a 8 de Abril de 1984. Um total de quatro satélites DFH-2 foram colocados em órbita geostacionária entre 1986 e 1990. Para o lançamento de vectores mais pesados foi inaugurado em 1990 o Complexo de Lançamento 2, com o primeiro lançamento usando um foguetão CZ-2E Chang Zheng-2E a ser realizado em 16 de Julho de 1990.

Desclassificado em 1984, o Centro de Lançamento de Satélites de Xichang foi utilizado para fornecer serviços de lançamentos comerciais a clientes estrangeiros usando lançadores Chineses durante os anos 90. Porém, esta série de lançamentos sofrerem acidentes que marcaram negativamente os serviços então fornecidos. O primeiro destes acidentes teve lugar a 25 de Janeiro de 1995 quando o foguetão CZ-2E Chang Zheng-2E (Y6) foi destruído pouco depois de abandonar o Complexo de Lançamento LC2. Várias pessoas terão sido mortas neste acidente que levou à perda do satélite de comunicações Apstar-2. Porém, o acidente mais fatal ocorreu a 14 de Fevereiro de 1996 quando o foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B (Y1) saiu da sua trajectória logo após abandonar a plataforma de lançamento e de despenhou numa colina a 1.200 m da plataforma. O acidente levou à perda do satélite de comunicações Intelsat-708 e a violenta explosão matou seis pessoas e feriu outras 57, além de provocar a destruição de mais de 80 prédios numa aldeia próxima.

Em 2004, o centro de lançamentos foi submetido a operações de modernização que incluíram 25 modificações nos seus sistemas de lançamento, telemetria e rastreio, comunicações, meteorologia e suporte logístico, a fim de apoiar o programa de exploração lunar não tripulado. Nestas operações, o Complexo de Lançamento 3 foi completamente demolido e reconstruído.

Em 2010, a China anunciou seu plano para construir um novo polígono de lançamentos para missões geostacionárias e planetárias na ilha de Hainan. Depois do Centro de Lançamento Espacial de Wenchang se tornar operacional, as actividades de lançamento desde Xichang diminuirão gradualmente, e o centro tornar-se-à um centro de apoio e será apenas utilizado para missões militares.

A área técnica do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang está localizada a vários quilómetros do complexo de lançamento. A área consiste em edifícios de processamento de foguetões (BL1 e BL2), edifícios de processamento de satélites (BS2 e BS3), edifício de processamento de motor de combustível sólido, edifício de raio-X (BMX) e depósitos de combustível.

Os componentes do estágio do veículo lançador são transportados por caminho-de-ferro para a estação de trânsito no Sul do centro de lançamento, onde são transportados por estrada até ao complexo de processamento de lançadores para exame e verificação. As cargas a serem colocadas em órbita são normalmente transportadas por avião para o aeroporto de Xichang e depois transportadas para a área técnica por estrada. O foguetão e a sua carga são primeiro submetidos aos procedimentos de verificação nos edifícios de processamento, antes de serem transportados para a plataforma de lançamento para montagem e abastecimento.

O actual Centro de Controle de Lançamento, inaugurado em 2007, está localizado na cidade de Xichang, a cerca de 85 km do complexo de lançamento. O sistema de telemetria, rastreio e controlo (TT & C) do centro de lançamento inclui três estações de rastreio localizadas em Xichang, Yibin e Guiyang. Numa campanha de lançamento típica, estão centros de rastreio são complementados pela estação de rastreio de Weinan, pela estação de Ximen e por um ou dois navios de rastreio espacial Yuanwang estacionados no Pacífico Sul.

No Centro de Lançamento de Satélites de Xichang existem dois complexos de lançamento designados LC2 e LC3.

O Complexo de Lançamento 3 é composto por uma torre umbilical fixa com braços oscilantes, uma mesa de lançamento de aço e um orifício de aterro de formato arredondado que leva a um único deflector de chamas em cimento armado. O veículo de lançamento é montado verticalmente no bloco, usando um guindaste no topo da torre umbilical para içar cada estágio e a carga no local. O veículo de lançamento é verificado na vertical no bloco, abastecido e depois lançado. O é capaz de suportar todas as variantes da família de veículos de lançamento CZ-3.

O Complexo de Lançamento 2 possui uma torre umbilical estruturada em aço que fornece suprimento de gás, líquido e electricidade para o lançador durante o procedimento final de verificação. O ar limpo com ar condicionado do nível de limpeza classe 100.000 é continuamente alimentado na carga útil até 30 segundos antes do lançamento. A torre possui plataformas giratórias e braços oscilantes para permitir o acesso ao lançador. Uma “sala limpa” com ar condicionado está localizada no topo da torre para operações de check-out por satélite. O veículo de lançamento fica numa plataforma de lançador fixa, abaixo da qual existe orifício redondo que leva a um único deflector de chamas em cimento armado.

Lançamento Veículo Missão

Plataforma

Data Hora (UTC) Carga
2019-035 Chang Zheng-3B/G2 (Y60) 07-104

LC3

24/Jau/2019 18:09:04.518 Beidou-3 IGSO-2 (Beidou-46)
2019-045 Chang Zheng-2C (Y37) 07-105

LC3

26/Jul/2019 03:57:35,195 Yaogan Weixing-30-05A

Yaogan Weixing-30-05B

Yaogan Weixing-30-05C

2019-053 Chang Zheng-3B/G2 (Y58) 07-106

LC2

19/Ago/2019 12:03:04,655 Zhongxing-18
2019-061 Chang Zheng-3BGZ/YZ-1 (Y65/Y13) 07-107

LC2

22/Set/2019 21:10:04,639 Beidou-3M23 (Beidou-47)

Beidou-3M24 (Beidou-48)

2019-070 Chang Zheng-3B/G2 (Y57) 07-108

LC3

17/Out/2019 15:21:04,363 Tongxin Jishu Shiyan Weixing-4
2019-073 Chang Zheng-3B/G2 (Y61) 07-109

LC2

04/Nov/2019 17:43:04,482 Beidou-3 IGSO-3 (Beidou-49)
2018-079 Chang Zheng-3BGZ/YZ-1 (Y66/Y14) 07-110

LC3

23/Nov/2019 04:12:05,223 Beidou-3M21 (Beidou-50)

Beidou-3M22 (Beidou-51)

2019-090 Chang Zheng-3BGZ/YZ-1 (Y67/Y15) 07-111

LC3

16/Dez/2019 07:22:04,839 Beidou-3M19 (Beidou-52)

Beidou-3M20 (Beidou-53)

2020-002 Chang Zheng-3B/G3 (Y62) 07-112

LC2

07/Jan/2020 15:20:14,977 Tongxin Jishu Shiyan Weixing-5
2020-014 Chang Zheng-2D 07-113 (?)

LC3

19/Fev/2020 21:05:XX Xinjishu Shiyan-F

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5922

– Lançamento orbital China: 351 (5,93%)

– Lançamento orbital desde Xichang: 140 (2,36% – 39,89%)

Os quadro seguinte mostra os lançamentos previstos e realizados em 2020 por polígono de lançamento.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

5923 – 20 Fev (0800:00) – 14A14-1B Soyuz-2.1b/Fregat (?????/111-101) – GIK-1 Plesetsk, LC43/4 – Meridian-M nº 19L

5924 – 25 Fev (2030:XX) – Rocket v3.0 – Kodiak PSC, LPB – DARPA Launch Challenge: ARCE-1, Prometheus-2.5, SOARS

5926 – 02 Mar (0645:XX) – Falcon 9-082 – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – Dragon SpX-20 (CRS-20)

5927 – 04 Mar (XXXX:XX) – Falcon 9-083 – CE Kennedy, LC-39A – Starlink v1.0 (x60) L5

5928 – 05 Mar (1155:00) – GSLV MkII F10 – Satish Dawan SHAR, SLP – GISAT-1

%d blogueiros gostam disto: