China lança dois satélites desde Jiuquan

A China levou a cabo o lançamento de dois pequenos satélites a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan numa missão gerida pela empresa Expace.

O lançamento teve lugar às 23:41:25,324UTC do dia 30 de Agosto de 2019 e foi levado a cabo pelo foguetão KZ-1A Kuaizhou-1A (Y10) a partir de uma plataforma móvel localizada no Complexo de Lançamento LC43/95.


A bordo do veículo de lançamento de combustível sólido estavam os satélites KX-09 e Xiaoxiang 1-07.

Desenvolvido pela DFH Satellite Co., o satélite experimental KX-09 (supostamente Kuxue-09) realizará estudos em microgravidade. Fundada em Agosto de 2001, a DFH Satellite Co., Ltd. actua principalmente na pesquisa e desenvolvimento de sistemas, projecção, integração e serviço em órbita de pequenos satélites. Está subordinado à Academia de Tecnologia Espacial da China (CAST) e pertence à empresa China Spacesat Co., Ltd. Em Outubro de 2001, o Conselho de Estado Chinês aprovou a proposta do Comité Nacional de Desenvolvimento e Reforma de construir o Centro Nacional de Pesquisa de Engenharia de Pequenos Satélites e Aplicações, um dos maiores centros de pesquisa do mundo, com a DFH Satellite Co. como sua entidade legal.

Cerca de um terço dos satélites chineses actualmente em órbita foram produzidos pela DFH Satellite Co. Com base nas plataformas desenvolvidas independentemente CAST968, CAST2000, CAST100 e CAST100+ aplicáveis a satélites de 10 kg a 1.000 kg em massa, a empresa lançou mais de 60 satélites, dois quais 37 satélites foram lançados nos últimos 5 anos e 52 destes satélites ainda se encontram em órbita, sendo usados nos campos de observação oceânica e monitorização de desastres, detecção remota para observação da Terra, levantamento e mapeamento estéreo, experiências científicas e tecnológicas, etc. Esses projectos marcaram avanços nas principais tecnologias de agilidade de voo de formação, electrónica integrada, testes automatizados, montagem geral digital, etc.

O Xiaoxiang 1-07 (TY 1-07) é um pequeno satélite desenvolvido pela SpaceTY, possivelmente um CubeSat-2U. Como uma das primeiras empresas aeroespaciais comerciais na China, a SpaceTY é especializada no desenvolvimento de micro / nanossatélites comerciais. A empresa tem como objetivo fornecer serviços de ciclo curto, baixo custo e balcão único para cientistas, institutos de pesquisa e empresas comerciais, para experiências científicas e demonstrações de tecnologia.

O lançamento estava originalmente programado para 25 de Novembro de 2018, mas no meio do mês foi adiado por um mês ou para o primeiro trimestre de 2019. Os meses seguintes vêm sem qualquer aviso sobre a missão, mas no início de Agosto 2019, chegou um aviso anunciando o lançamento para 29 de Agosto.

Após esta missão, o CASIC anunciou que lançará 8 ou 9 missões comerciais do Kuaizhou-1A antes do final de 2019.

Esta missão foi gerida pela Expace.

A Expace Technology Co., Ltd. é um subsidiária da Corporação Industrial de de Ciências Aeroespaciais da China (China Aerospace Science & Industry Corp – CASIC), sendo é especializada em investigação e desenvolvimento, fabrico e comercialização do foguetão Kuaizhou para fornecer um serviço de lançamento de custo baixo, efectivo, fiável e preciso.

Lançamento do KX-09 e do Xiaoxiang 1-07

A ignição do primeiro estágio ocorre a T+0s. Manobrando para o azimute de voo planeado, o veículo atinge a zona de máxima pressão dinâmica ‘Max-Q’ a T+44s e a separação do primeiro estágio ocorre 1 minuto e 20 segundos no voo, seguida pela ignição do segundo estágio.

Com 2 minutos e 42 segundos de voo, dá-se a separação do segundo estágio seguido pela separação das duas metades da carenagem, expondo sua carga dupla.

A operação do terceiro estágio inicia-se aos 3 minutos e 15 segundos no voo, terminando a T+5m 5s.

O estágio superior agora executará duas queimas antes da separação dos satélites. A primeira ignição dura 5 minutos e 6 segundos, iniciando-se a T+5m 8s. A segunda queima começa aos 25 minutos e 31 segundos após o lançamento e dura 60 segundos.

O KX-09 separa-se 27 minutos 1 segundo após o lançamento, seguido pela separação por satélite Xiaoxiang 1-07 a T+32m 31s após o lançamento.

O foguetão Kuaizhou-1A

O foguetão KZ-1A Kuaizhou-1A é um lançador de combustível sólido altamente fiável, de alta precisão e de baixo custo, desenvolvido pelo China Aerospace Science and Technology Corporation (CASIC) e comercializado pela China Space Sanjiang Group Corporation (EXPACE).

O lançador pode enviar uma carga de 200 kg para uma órbita a 700 km de altitude sincronizada com o Sol. O veículo é principalmente destinado ao envio de cargas para a órbita terrestre baixa, tanto para clientes domésticos como estrangeiros.

O KZ-1A é possivelmente baseado no míssil DF-21 Dongfeng-21 ao qual é adicionado dois estágios superiores extra. Não existem diferenças aparentes entre o KZ-1A e o KZ-1. Tanto um como outro foram anteriormente apresentados de forma comercial como o lançador FT-1 Feitian-1. Porém, a diferença pode ser explicada pelo facto de o KZ-1A ser utilizado para o lançamento de cargas múltiplas, enquanto que o KZ-1 é utilizado para o lançamento de uma só carga que permanece acoplada com o quarto estágio de propulsão líquida.

O KZ-1A utiliza uma plataforma móvel para o seu lançamento, equipamento de fornecimento de fornecimento de energia integrado, instalações de teste e de controlo de lançamento, instalações de orientação e instalações de controlo de temperatura.

O KZ-1A tem um comprimento de 20 metros e uma massa no lançamento de 30.000 kg, tendo um diâmetro máximo de 1,4 metros. É um lançador a três estágio de combustível sólido e um quarto estágio de propelentes líquidos.

A propulsão sólida é composta por três estágios iniciais com uma tubeira fixa. O primeiro estágio tem um diâmetro de 1,40 metros, uma massa total de 16,621 kg, tempo de queima de 65 seconds e um impulso de 2,352 Ns/kg. O segundo estágio tem um diâmetro de 1,40 metros, massa total de 8,686 kg, tempo de queima de 62 seconds e um impulso de 2,810 NS/kg. O terceiro estágio tem um diâmetro de 1,20 metros, uma massa de 3,183 kg, tempo de queima de 55 seconds e um impulso de 2,850 NS/kg. O lançador pode utilizar dois tipos de carenagem de protecção com um diâmetro de 1,2 metros e de 1,4 metros.

O perfil de lançamento tem a separação do primeiro estágio a 1 minuto e 23 segundos após o lançamento. A separação do segundo estágio ocorre a 2 minutos e 21 segundos após o lançamento, e a separação da carenagem ocorre 15 segundos após a separação do segundo estágio.

A ignição do terceiro estágio ocorre aos 192 segundos de voo, terminando 1 minuto e 32 segundos mais tarde. Três segundos após a separação do terceiro estágio, o quarto e último estágio confere o impulso final para se atingir a velocidade orbital, tendo a sua queima uma duração de 12 minutos e 45 segundos. A separação da carga ocorre 17 minutos e 40 segundos após o lançamento.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5868

– Lançamento orbital China: 331 (5,64%)

– Lançamento orbital desde Jiuquan: 119 (2,0% – 35,9%)

Os quadro seguinte mostra os lançamentos previstos e realizados em 2019 por polígono de lançamento.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

5869 – 10 Set (????:??) – Vega (VV16) – CSG Kourou, ZLV – Esail, Athena, Astrocast-1.1, Astrocast-1.2, Astrocast-1.3, Astrocast-1.4, Astrocast-1.5, Astrocast-1.6, Astrocast-1.7, Astrocast-1.8, Astrocast-1.9,Astrocast-1.10, GHGSat-C1, Lemur-2y, PICASSO, SIMBA, DIDO-3, Royal Thai Air Force cubesat, NEMO-HD, TRISAT, FSSCat-A, FSSCat-B, IGOSat, PINO, QARMAN, Casaa-Sat, SpaceBee (x12), D-Orbit’s ION CubeSat Carrier: Dove(x6)

5870 – 10 Set (2133:00) – H-2B (F8) – Tanegashima, Yoshinubo LP2 – HTV-8 Kounotori-8

5871 – 20 Set (????:??) – Astra Space – Kodiak – NSLSat-1

5872 – 24 Set (????:??) – CZ-3B Chang Zheng-3B/YZ-1 (Y65?) – Xichang, LC3 – Beidou-3M19, Beidou-3M20

5873 – 25 Set (1357:00) – 11A511U-FG Soyuz-FG (N15000-071) – Baikonur, LC1 PU-5 – Soyuz MS-15

 

%d blogueiros gostam disto: