China lança dois primeiros satélites da constelação Xingyun

A China lançou os dois primeiros satélites operacionais da constelação de banda estreita Xingyun para conectividade da rede ‘Internet das Coisas’. O lançamento ocorreu às 0116:39,970UTC do dia 12 de Maio de 2020, utilizando o foguetão Kuaizhou-1A (Y6) lançado a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan.

Os dois satélites Xingyun-2 (01) ‘Wuhan’ e Xingyun-2 (02) foram desenvolvidos pela Xingyun Satellite Co., subsidiária da China Aerospace Science and Industry Corporation (CASIC), Sanjiang Hangtian Xingyun Keji YG, em região de Guangxi.

O primeiro satélite do projecto Xingyun foi baptizado como “Wuhan”, destinado a prestar homenagem à heróica cidade de Wuhan e ao seu heróico povo.

Cada satélite tem uma massa de 93 kg e sua carga útil principal é um sistema de comunicação em banda L e um pacote de comunicação a laser trans-satélite. Existem outras cargas úteis hospedadas não especificadas a bordo. A taxa de transferência de dados em banda estreita é de 2,4 kbps – 9,6 kbps para uplink e 2,4 kbps para downlink. Os satélites irão operar numa órbita sincronizada com o Sol a 561 km de altitude.

Espera-se que os dois satélites obtenham inovação independente em muitas áreas principais da tecnologia, como a tecnologia de ligação a laser entre satélites, a carga útil da comunicação digital de feixes espaciais e o protocolo de comunicação via satélite ar-terra, e também em diversos sectores-chave, como monitorização do ambiente polar, monitorização de desastres geológicos, previsão de dados meteorológicos, monitorização do ambiente marinho e transporte e comunicações marítimos, fornecendo aplicações piloto. Os satélites estabelecerão as bases para a rede subsequente da Internet das Coisas baseada no espaço.

Desde a sua criação em Dezembro de 2017, a Xingyun Company dedica-se à construção do Projecto Xingyun (“Internet das Coisas”). Como a primeira constelação de IoT (Internet of Things) baseada no espaço a anunciar investimentos e construções independentes na China, o Projecto Xingyun é um dos principais projectos do “Projecto das Cinco Nuvens”, um projecto aeroespacial comercial com o qual o CAST (China Aerospace Science and Technology) seguiu a tendência de desenvolvimento indústria aeroespacial comercial internacional na China.

O Projecto Xingyun é dividido em três estágios: α, β e γ. A construção da constelação composta por 80 satélites de comunicação em órbita terrestre baixa será concluída em 2023 para resolver o problema dos pontos cegos de comunicação causados pela grave falta de cobertura de rede móvel no desenvolvimento da IoT terrestre. A rede de satélites ajudará os clientes a perceber a verdadeira interconexão global de tudo.

Sequência de lançamento

T=0s vem com a ignição do primeiro estágio e o lançador deixa a plataforma de lançamento móvel. Arqueando no seu voo, atinge a zona de máxima pressão dinâmica (Max-Q) a 44 segundos após a ignição. A separação do primeiro estágio ocorre a 1 minuto e 20 segundos de voo, com o segundo estágio a entrar em ignição logo de seguida.

A 2 minutos e 23 segundos, o segundo estágio separa-se do terceiro estágio. O processo de separação da carenagem ocorre em duas fases. A metade inferior da carenagem separa-se aos 3 minutos de voo, com a metade superior a separar-se do lançador 8 segundos mais tarde.

A ignição do terceiro estágio ocorre a T+3m 15s e tem uma duração de 1 minuto e 50 segundos, separando-se a T+5m 5s.

O estágio superior executa duas queimas antes da separação dos dois satélites. A primeira queima tem uma duração de 291 segundos e inicia-se a T+5m 8s. A segunda queima tem uma duração de 60 segundos e inicia-se a T+24m 25s.

O primeiro satélite separa-se a T+25m 55s e o segundo satélite separa-se 2 minutos e 30 segundos mais tarde.

O foguetão Kuaizhou-1A

O foguetão KZ-1A Kuaizhou-1A é um lançador de combustível sólido altamente fiável, de alta precisão e de baixo custo, desenvolvido pelo China Aerospace Science and Technology Corporation (CASIC) e comercializado pela China Space Sanjiang Group Corporation (EXPACE).

O lançador pode enviar uma carga de 200 kg para uma órbita a 700 km de altitude sincronizada com o Sol. O veículo é principalmente destinado ao envio de cargas para a órbita terrestre baixa, tanto para clientes domésticos como estrangeiros.

O KZ-1A é possivelmente baseado no míssil DF-21 Dongfeng-21 ao qual é adicionado dois estágios superiores extra. Não existem diferenças aparentes entre o KZ-1A e o KZ-1. Tanto um como outro foram anteriormente apresentados de forma comercial como o lançador FT-1 Feitian-1. Porém, a diferença pode ser explicada pelo facto de o KZ-1A ser utilizado para o lançamento de cargas múltiplas, enquanto que o KZ-1 é utilizado para o lançamento de uma só carga que permanece acoplada com o quarto estágio de propulsão líquida.

O KZ-1A utiliza uma plataforma móvel para o seu lançamento, equipamento de fornecimento de energia integrado, instalações de teste e de controlo de lançamento, instalações de orientação e instalações de controlo de temperatura.

O KZ-1A tem um comprimento de 20 metros e uma massa no lançamento de 30.000 kg, tendo um diâmetro máximo de 1,4 metros. É um lançador a três estágio de combustível sólido e um quarto estágio de propelentes líquidos.

A propulsão sólida é composta por três estágios iniciais com uma tubeira fixa. O primeiro estágio tem um diâmetro de 1,40 metros, uma massa total de 16.621 kg, tempo de queima de 65 segundos e um impulso de 2.352 Ns/kg. O segundo estágio tem um diâmetro de 1,40 metros, massa total de 8.686 kg, tempo de queima de 62 segundos e um impulso de 2.810 Ns/kg. O terceiro estágio tem um diâmetro de 1,20 metros, uma massa de 3.183 kg, tempo de queima de 55 segundos e um impulso de 2.850 Ns/kg. O lançador pode utilizar dois tipos de carenagem de protecção com um diâmetro de 1,2 metros e de 1,4 metros.

O perfil de lançamento tem a separação do primeiro estágio a 1 minuto e 23 segundos após o lançamento. A separação do segundo estágio ocorre a 2 minutos e 21 segundos após o lançamento, e a separação da carenagem ocorre 15 segundos após a separação do segundo estágio.

A ignição do terceiro estágio ocorre aos 192 segundos de voo, terminando 1 minuto e 32 segundos mais tarde. Três segundos após a separação do terceiro estágio, o quarto e último estágio confere o impulso final para se atingir a velocidade orbital, tendo a sua queima uma duração de 12 minutos e 45 segundos. A separação da carga ocorre 17 minutos e 40 segundos após o lançamento.

Lançamento Veículo Data Hora (UTC) Local Lançamento Carga
2017-002 Y1 09/Jan/2017 04:11:12.026 Jiuquan, LC43/95 Jilin-1 (03)

Xingyun Shiyan-1

Kaidun-1

2018-075 Y8 29/Set/2018 04:13:29.9 Jiuquan, LC43/95 Xiangrikui-1 (CentiSpace-1 S1)
2019-058 Y10 30/Ago/2019 23:41:25.324 Jiuquan, LC45/95 Taiji-1 KX-09 Kexue-09

Xiaoxiang-1-07 / TY-1(07)

2019-075 Y11 13/Nov/2019 03:40:35 Jiuquan, LC45/95 Jilin-1 Gaofen-02A
2019-077 Y7 17/Nov/2019 10:00:02 Jiuquan, LC45/95 KL-Alpha A

KL-Alpha B

2019-086 Y2 07/Dez/2019 02:55:46 Taiyuan Jilin-1 Gaofen-02B
2019-087 Y12 07/Dez/2019 08:52:XX Taiyuan HEAD-2A

HEAD-2B

Tianyi-16

Tianyi-17

Tianqi-4A

Tianqi-4B

2020-004 Y9 16/Jan/2020 03:02:XX Jiuquan, LC43/95 Yinhe-1 (GS-Sparksat 03)
2020-028 Y6 12/Mai/2020 01:16:40 Jiuquan, LC43/95 Xingyun-2 (01) ‘Wuhan’

Xingyun-2 (02)

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5938

– Lançamento orbital China: 359 (6,04%)

– Lançamento orbital desde Jiuquan: 125 (2,11 – 34,82%)

Os quadro seguinte mostra os lançamentos previstos e realizados em 2020 por polígono de lançamento.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

5938 – 15 Mai (0443:??) – Electron/Curie (F12 ‘Don’t Stop Me Now’) – Onenui (Máhia), LC-1 – ELaNa 32: ANDESITE, ANDESITE Node-1, ANDESITE Node-2, ANDESITE Node-3, ANDESITE Node-4, ANDESITE Node-5, ANDESITE Node-6, ANDESITE Node-7, ANDESITE Node-8, NRO Satellite 1, NRO Satellite 2, NRO Satellite 3, RAAF M2 Pathfinder

5939 – 16 Mai (1200:??) – Atlas-V/501 (AV-0??) – Cabo Canaveral AFS, SLC-41 – USSF-7 (X-37B OTV-6), FalconSat-8

5940 – 17 Mai (0800:??) – Falcon 9-84 (B1049.5) – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – Starlink-8 (v1.0 – L7)

5941 – 20 Mai (1730:??) – H-2B-304 (F9) – Tanegashima, Yoshinubo LP2 – HTV-9 Konoutori-9

5942 – 27 Mai (2032:??) – Falcon 9-086 (B1058.1) – CE Kennedy, LC-39A – Dragon-v2 (SpX-DM2)

Comente este post

%d blogueiros gostam disto: