Blue Origin lança missão suborbital NS-14

A empresa Norte-americana Blue Origin levou a cabo com sucesso a missão NS-14 às1717UTC do dia 14 de Janeiro de 2021. O lançamento teve lugar a partir do Launch Site One, West Texas, e utilizou a cápsula RSS First Step na sua primeira missão, atingindo uma altitude de cerca de 106,9 km. Esta foi também a primeira utilização do foguetão New Shepard 4.

Para esta missão, a cápsula da tripulação esteve equipada com melhoramentos para as futuras tripulações suborbitais à medida que o programa se aproxima do voo espacial humano.

A aterragem do foguetão New Shepard teve lugar às 1723 UTC e a aterragem da cápsula teve lugar às 1729UTC.

Os melhoramentos incluíram alterações nos recursos ambientais (melhoramento da acústica e regulação de temperatura dentro da cápsula), painéis de informação da tripulação e alto-falantes com um microfone e botão push-to-talk em cada assento. A missão também testou uma série de sistemas de alerta de segurança e comunicação dos tripulantes. A cápsula esteve equipada com seis lugares, incluindo um ocupado pelo Mannequin Skywalker.

Também dentro da cápsula, foram enviados 50.000 postais de estudantes de todo o mundo da organização sem fins lucrativos da Blue Origin, Club for the Future. Uma seleção de postais voou nos bolsos do Mannequin Skywalker. Este é o terceiro lote de postais do Club for the Future que voaram no espaço.

A cápsula foi projectada para transportar investigadores e/ou turistas em missões suborbitais para lá da Linha de Karman a 100 km de altitude. Incluído na cápsula está o Crew Capsule Escape Solid Rocket Motor (CCE SRM), um motor de abortagem de combustível sólido fornecido pela Aerojet Rocketdyne, que foi recentemente adquirida pela Lockheed Martin. O motor é acionado em caso de anomalia no foguetão New Shepard para proteger qualquer tripulante a bordo.

O foguetão New Shepard é propulsionado por um único motor Blue Origin BE-3, que consome hidrogénio líquido e oxigénio líquido. Um par de BE-3s optimizados para vácuo, chamados BE-3Us, irá propulsionar o segundo estágio do foguetão orbital da Blue Origin, o New Glenn, que deve estrear ainda este ano.

Após o lançamento, o foguetão executa uma aterragem propulsiva numa plataforma de descida perto do local de lançamento. Tanto o foguetão como a cápsula são reutilizáveis, fornecendo uma alternativa suborbital de baixo custo às missões de pesquisa orbital e ofertas de turismo espacial.

Imagens: Blue Origin



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post