Arianespace vai lançar primeiros satélites OneWeb

O foguetão 372RN21B Soyuz-ST-B/Fregat-M (?????/M133-15) irá ser lançado na missão VS21 a 27 de Fevereiro para colocar em órbita seis satélites de comunicações por Internet, OneWeb. O lançamento está previsto para as 2137UTC e será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento ELS do CSG Kourou (Sinnamary).

A bordo estarão os satélites OneWeb-0006, OneWeb-0007, OneWeb-0008, OneWeb-0010, OneWeb-0011 e OneWeb-0012.


Anteriormente designada como WorldVu, a OneWeb é uma constelação de satélites que irá consistir em 648 microssatélites para fornecer acesso à Internet a todo o planeta para consumidores individuais e companhias aéreas. O projecto actual da rede consiste em 648 micro satélites de cerca de 125 kg a operar em órbitas a 1.200 km de altitude. Cada satélite é capaz de fornecer pelo menos 8 gigabits por segundo de throughput para fornecer acesso à Internet para residências e plataformas móveis usando a sua carga útil de banda Ku de alta produtividade.

A OneWeb encomendou cerca de 900 satélites, com cinco empresas (Airbus Defence and Space, Lockheed Martin Space Systems, OHB AG, SSL e a Thales Alenia Space) a apresentaram propostas. A Airbus foi seleccionada como fornecedora em Junho de 2015. Cada satélite terá uma vida útil de sete anos ou mais.

Os satélites foram originalmente planeados para apresentar ligações inter-satélite, mas em Julho de 2018, a OneWeb decidiu não implementá-los por razões regulatórias e substituí-los por mais de 40 gateways em todo o mundo, cada um capaz de se conectar a satélites a 4.000 km de distância.

A Virgin é um investidor do projecto, que fornecerá serviços de lançamento no seu lançador LauncherOne, sendo outro investidor a Qualcomm Inc.

Como referido a Airbus Defence and Space foi seleccionada para construir os cerca de 900 satélites. Os dez primeiros serão construídos em Toulouse, França, enquanto que os restantes serão construídos em instalações dedicadas nos Estados Unidos. Em Janeiro de 2016, a Airbus Defence and Space e a OneWeb criaram uma joint venture 50/50 OneWeb Satelites para construir os satélites. A RUAG Suíça constrói as as plataformas mecânicas dos satélites.

Os satélites OneWeb serão lançados para órbitas quase polares a uma altitude de 500 km antes de se elevarem utilizando sistemas próprios de propulsão eléctrica para as órbitas operacionais de 1.200 km. Em Junho de 2016, a OneWeb assinou um contrato com a Arianespace para 21 missões de lançamento utilizando foguetões Soyuz lançando conjuntos de 36 ou 34 satélites desde Kourou, Baikonur e Vostochny. Há mais cinco opções para os lançamentos Soyuz e três opções para os lançamentos utilizando o foguetão Ariane-6. O contrato com a Virgin Galactic é de 39 lançamentos em foguetões lançados pelo LauncherOne, com opções para mais 100 lançamentos. Em Março de 2017, foi feito um acordo para cinco lançamentos com o foguetão New Glenn. Em Dezembro de 2018, foi anunciado que a constelação inicial seria reduzida em 33% para 600 satélites, devido ao desempenho em terra ser supostamente melhor do que o esperado dos satélites de demonstração.

A bordo estarão quatro satélite de simulação de massa que irão permanecer acoplados ao estágio Fregat-M.

O foguetão 372RN21B Soyuz-ST-B foi transportado para a plataforma de lançamento a 23 de Fevereiro.

Imagens: Arianespace

 

%d blogueiros gostam disto: