Arianespace adia lançamento de satélites Pléiades NEO

A empresa europeia Arianespace adiou o último lançamento de um foguetão Vega-C em 2022 que deveria colocar em órbita dois satélites de detecção remota Pléiades NEO.

O lançamento do foguetão Vega-C (VV22) estava previsto para as 0147UTC do dia 25 de Novembro a partir do Complexo de Lançamento ZLV do CSG Kourou, Guiana Francesa, mas segundo a Arianespace, “a missão foi adiada devido a equipamento defeituoso no lançador que necessita de ser substituído.”

A missão foi adiada para Dezembro de 2022.

Os satélites Pléiades Neo 5 e Pléiades Neo 6 são os dois últimos satélites da constelação Pléiades Neo. Totalmente financiada, fabricada e operada pela Airbus, a constelação Pléiades Neo é um avanço no domínio da observação da Terra.

A constelação é constituída por quatro satélites idênticos, construídos utilizando as últimas inovações e desenvolvimento tecnológicos da Airbus, e permite a observação de qualquer ponto no globo, várias vezes por dia, com uma resolução de 30 cm. Altamente ágeis e reactivos, podem ser programados até 15 minutos antes da aquisição das imagens, e enviar em imagens para a Terra na hora seguinte. Mais pequenos, mais leves, mais ágeis, precisos e reactivos do que os seus competidores, são os primeiros satélites da sua classe cuja capacidade terá uma disponibilidade comercial total.

Imagem: Arianespace

 



O Boletim Em Órbita não tem fins lucrativos e é mantido pelos anúncios exibidos aos nossos visitantes. Por favor, considere nos apoiar desativando seu bloqueador de anúncios em www.orbita.zenite.nu

Comente este post