Zenit-3SL despenha-se no Oceano Pacífico




A Sea Launch levou a cabo o lançamento do satélite de comunicações Intelsat-27. No entanto, devido a problemas técnicos no foguetão lançador, o satélite foi perdido com o veículo a despenhar-se no Oceano Pacífico.

O lançamento teve lugar às 0656UTC do dia 1 de Fevereiro de 2013 e foi levado a cabo pelo foguetão Zenit-3SL/DM-SL (??/35L) a partir da Plataforma de Lançamento Odyssey localizada a 154º longitude Oeste no equador no Oceano Pacífico.

Os problemas com o primeiro estágio do Zenit-3SL terão surgido logo na ignição. Após abandonar a plataforma de lançamento, o veículo começou a voar na direcção errada. Toda a telemetria foi perdida a T+40s. O foguetão deveria seguir em direcção a Oeste, mas em vez disse estava a dirigir-se para Sul. Quando o veículo se afastou o suficiente da plataforma flutuante, foi emitido um sinal para terminar a ignição com o veículo a despenhar-se no oceano poucos segundos depois.

Com este falhanço, o 4º em 42 voos, o índice de insucesso por parte do Zenit-3SL é de cerca de 10%, o que o torna o foguetão pouco fiável.

A Sea Launch AG anunciou já a constituição de um Failure Review Oversight Board que irá analisar as causas do acidente e determinar os procedimentos necessários para a resolução dos problemas. No entanto, este acidente pode muito bem representar o fim da empresa devido ao seu historial de missões mal sucedidas nos últimos anos e devido à fraca fiabilidade do lançador.

O Intelsat-27 tinha uma massa de 6.215 kg no lançamento. Foi construído pela Boeing Satellite Systems e era baseado na plataforma BSS-702MP. Equipado com 20 repetidores de banda C e 20 repetidores de banda Ku, o satélite iria cobrir o continente americano, a Europa (banda C), o Atlântico Norte, o México e o Brasil (Banda Ku).

Em baixo o perfil de como deveria ter decorrido a missão.

 


Imagens: Sea Launch

Deixe um comentário