Uma figura sinuosa na Lua



Adley 1

Este estranho canal sinuoso, esculpido na Lua, é uma das características mais famosas do nosso vizinho celestial mais próximo. Saltou para a fama em Julho de 1971 quando dois astronautas da missão Apollo 15 conduziram o seu veículo lunar até à sua margem.

Conhecida como ‘Hadley Rille’, a figura foi assim nomeada em homenagem ao matemático Britânico e inventor do século 18 John Hadley. Em 1721, Hadley apresentou um telescópio que utilizava um espelho não-esférico à Real Sociedade em Londres. Com a forma de uma parábola, o espelho evitava a aberração causada por um espelho esférico, e definiu a forma para todos os telescópios subsequentes.

Pensa-se que ‘Hadley Rille’ foi esculpido por um fluxo de lava antigo, que remonta a pouco mais de 3 mil milhões de anos a pouco depois de a Lua se ter formado. Estende-se a mais de 120 km, até 1500 m de largura e mais de 300 m de profundidade nalguns locais.

A partir da sua posição de aproximação, os astronautas da Apollo fotografaram o que parecia ser camadas na parede do canal. Isto sugere que terá havido muitas erupções vulcânicas, cada uma formando uma nova camada. Depois, um canal de lava cortou através destes depósitos. Depois de drenar, deixou para trás o sinuoso canal que vemos hoje. Contudo, os cientistas planetários não estão inteiramente certos dos detalhes do processo.

Esta imagem foi tirada pela SMART-1 da ESA, a qual explorou a Lua entre 2004 e 2006. A sua camara em miniatura demonstrou que equipamento mais pequeno poderia ainda fornecer ciência de qualidade.

Esta imagem foi obtida a partir de uma altitude de cerca de 2000 km. Abrange cerca de 100 km e mostra a região que rodeia ‘Hadley Rille’ centrada a cerca de 25°N / 3°E.

SMART-1 foi a primeira missão da ESA à Lua, Testou novas tecnologias de motores, incluindo um sistema de propulsão elétrico solar, o qual irá levar a missão BepiColombo da ESA a Mercúrio em 2018.

No final da sua missão, SMART-1 foi conduzida em direcção à superfície lunar até colidir intencionalmente a 3 de Setembro de 2006. Durante a sua missão, completou mais de 2000 órbitas em torno da Lua.

Notícia e imagem: ESA

Tags:  , ,

Deixe um comentário