Um respirador de fogo



Esta imagem colorida mostra-nos uma ‘ejecção de massa coronal’, uma poderosa labareda de plasma emitida pelo Sol que lembra um dragão a cuspir fogo.

A atmosfera do Sol – a corona – expulsa estas imensas nuvens de plasma magnetizado em direcção ao espaço interplanetário. As ejeções de massa coronal são compostas por milhões de toneladas de gás, e afastam-se do Sol a vários milhões de quilómetros por hora. 

O satélite SOHO captou esta imagem a 4 de Janeiro de 2002. As diferentes cores representam a intensidade da ejecção: a cor branca assinala as regiões de maior intensidade, o vermelho/alaranjado as que têm um valor intermédio, e o azul as mais fracas. 

No centro da imagem está sobreposta uma fotografia do Sol na banda do ultravioleta extremo para indicar o tamanho e a distribuição das suas regiões activas naquele dia. 

O disco azul que rodeia o Sol serve para bloquear a sua luz directa para se poder estudar os detalhes da corona. 

Quando estas nuvens de plasma atingem o nosso planeta podem criar impressionantes espectáculos de luz sobre os pólos – as auroras. As mais intensas provocam tempestades geomagnéticas, que causam apagões ou interrupções nas telecomunicações. 

Esta imagem foi publicada na colecção ‘The Sun as Art’ de SOHO no ano 2002. A imagem original pode ser vista aqui.

Notícia e imagem: ESA

Deixe um comentário