Teste de desdobramento da asa solar da BepiColombo



A missão BepiColombo para Mercúrio está a ser submetida a testes finais no centro técnico da ESA na Holanda, antes do seu lançamento a partir do porto espacial da Europa em Kourou, na Guiana Francesa, em Outubro de 2018.

O ‘Mercury Planetary Orbiter’ (Sonda Planetária Mercúrio) da ESA, viu pela primeira vez a asa solar de três painéis de 7,5 m de comprimento a ser fixada e depois desdobrada. Esta foi a primeira vez que o conjunto tinha sido desdobrado enquanto conectado à sonda. Os painéis foram mantidos acima para simular a ausência de peso do espaço.

A abertura será repetida depois da sonda ter sido sujeita a vibrações para simular as condições de lançamento e, novamente, depois de chegar ao local de lançamento.

Nesta vista, a asa solar está parcialmente desdobrada. O “verso” da asa está voltado para o espectador, mostrando o cabeamento que será conectado ao corpo principal, enquanto o lado reflectivo dos painéis direccionado para o Sol não se vê. Um dos painéis traseiros também é reflexivo, para desviar luz dispersa proveniente do corpo.

A asa será dobrada contra o corpo dentro do veículo de lançamento Ariane-5 e só será aberta quando se encontrar no espaço.

O ‘Mercury Planetary Orbiter’ será anexado ao ‘Mercury Magnetospheric Orbiter’ (Sonda Magnetosférica Mercúrio) do Japão, que ficará dentro de um protector solar. As duas naves espaciais científicas serão levadas à parte mais profunda do planeta pelo Módulo de Transporte de Mercúrio, usando uma combinação de propulsão eléctrica e assistências de gravidade múltiplas na Terra, Vénus e Mercúrio.

Após a jornada de 7,2 anos, os dois separar-se-ão e farão medições complementares do interior, da superfície, da exosfera e da magnetosfera de Mercúrio. Os dados irão revelar mais sobre a origem e evolução de um planeta localizado perto da sua estrela progenitora, proporcionando uma melhor compreensão da evolução global do nosso próprio Sistema Solar, bem como dos sistemas de exoplanetas.

Mais sobre BepiColombo

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  ,

Deixe um comentário