SpaceX testa sistema de emergência para a Dragon tripulada



Dragon2 001

A SpaceX levou a cabo com sucesso o teste do sistema de emergência para a sua cápsula espacial tripulada Dragon que dentro de dois anos deverá transportar astronautas para a estação espacial internacional.

O teste teve lugar a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS e ocorreu às 1300UTC do dia 6 de Maio de 2015.

O teste foi levado a cabo no modo não tripulado (apenas um manequim com uma série de sensores ocupou um dos sete assentos no interior da cápsula), tendo uma duração de 1 minuto e 39 segundos.

O teste iniciou-se com a ignição dos motores SuperDraco, atingindo a força máxima em cerca de 100 milissegundos após o comando de ignição. Após cerca de meio segundo de voo vertical, a cápsula inclinou-se em direcção ao oceano e continuou a sua queima controlada durante cerca de cinco segundos. Os motores variaram de intensidade para controlar a trajectória tendo por base medições em tempo real proveniente de sensores a bordo do veículo.

Dragon2 002

Os propulsores a combustível líquido são capazes de variar a sua potência, permitindo uma certa redundância. Segundo a SpaceX, a cápsula pode perder um dos oito SuperDraco e ainda assim ser recuperada com sucesso.

A queima dos motores foi finalizada após o consumo de todo o propelente, resultando num voo de 15 segundos até atingir o ponto mais alto da trajectória a cerca de 1.500 metros de altitude.

A cerca de T+21 s, a parte de carga foi descartada e a cápsula iniciou uma lenta rotação com o seu escudo térmico direccionado para o solo. Após a separação da secção de carga deu-se a abertura de pequenos pára-quedas e posteriormente a T+35 s procedeu-se à abertura dos três pára-quedas principais. A amaragem deveria ocorrer a T+1m 47s, porém teve lugar a T+1m 33s e mais perto da costa do que revisto.

Dragon2 006

Dragon2 004

Dragon2 005

Dragon2 003

Dragon2 007

Imagens: SpaceX

Deixe um comentário