SpaceX lança a missão Dragon COTS-2+ para a ISS




A missão COTS-2+ (ou SpX-D) foi lançada às 0744:38UTC do dia 22 de Maio de 2012 por um foguetão Falcon-9 da SpaceX a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS. Esta missão pretende cumprir vários objectivos que estavam estabelecidos para as missões COTS-2 e COTS-3.

Esta será a primeira vez que um veículo privado irá acoplar com a estação espacial internacional ao abrigo do programa COTS (Commercial Orbital Transportation System) criado pela NASA para o transporte de carga e mais tarde de astronautas para a estação espacial internacional.

Este será o segundo voo orbital de uma cápsula Dragon devendo esta missão acoplar com a ISS três dias mais tarde. Esta missão estava originalmente prevista para levar a cabo um voo de demonstração com uma aproximação até 10 km da ISS. No entanto, a 9 de Dezembro de 2011, a NASA decidiu que a cápsula poderia ser «amarrada» pelo sistema de manipulação remota da ISS e posteriormente acoplada ao módulo Harmony, cumprindo assim também os objectivos de testar a aproximação, voo em formação e modos de abortagem de voo que estavam originalmente previstos para a missão COTS-2. A captura, acoplagem e o transporte de carga não essencial estavam originalmente previstos para a missão COTS-3 (prevista para finais de 2012).

A cápsula Dragon é um veículo reutilizável sendo composto por um módulo pressurizado e por um módulo de carga não pressurizado. O veículo tem 4,40 metros de comprimento e 3,66 metros de diâmetro. A secção de carga não pressurizada tem um comprimento de 2,80 metros e 3,66 metros de diâmetro. Com os painéis solares abertos o veículo tem uma envergadura de 16,50 metros.

O lançamento decorreu sem qualquer problemas. O final da queima do primeiro estágio ocorreu em duas fases com os motores n.º 1 e 9 a desligaram-se em primeiro lugar, seguindo-se os restantes. A separação entre o 1º e o 2º estágio ocorreu a T+3m 5s. A ignição do 2º estágio ocorreu a T+3m 12s e a separação da carenagem de protecção teve lugar a T+3m 52s. O final da queima do segundo estágio teve lugar a T+9m 14s e a separação da cápsula Dragon ocorreu a T+9m 49s. Os painéis solares abriram-se segundos mais tarde.

Após a separação a cápsula Dragon ficou colocada numa órbita com um apogeu a 346 km, perigeu a 297 km e 51,6º de inclinação orbital.

Imagem: NASATV

Deixe um comentário