Soyuz TMA-12M chega à estação espacial internacional



2014-03-27 23_46_13-NASA Public

Após dois dias de voo livre inesperado devido aos problemas registados a 25 de Março a quando da sua aproximação à ISS, a Soyuz TMA-12M acoplou sem problemas com a estação espacial internacional às 2353:33UTC do dia 27 de Março.

A Soyuz TMA-12M era tripulada por Alexander Skvortsov, Oleg Artemyev e Steven Swanson, que agora se juntam a Koichi Wakata, Mikhail Tyurin e Richard Mastracchio como membros da Expedição 39.

Os novos membros a bordo da ISS irão levar a cabo centenas de investigações e demonstrações tecnológicas durante a permanência de seis meses a bordo do laboratório orbital. Estas experiências incluem a observação de como o ambiente de microgravidade afecta a capacidade do corpo humano de combater as infecções; irão tentar cultivar produtos saudáveis e saborosos em órbita; e irão testar um novo sistema de comunicações por laser.

2014-03-27 23_32_22-NASA Public

2014-03-27 23_38_12-NASA Public

Uma das experiências, denominada T-Cell Activation in Aging, estuda a depressão do sistema imunitário humano no espaço. As células-T, que são um tipo de células brancas, estão cobertas de receptores químicos que devem ser activados em conjunto para activar correctamente o sistema imunitário do corpo. As células-T das tripulações espaciais e de voluntários de várias idades no solo, serão comparadas.

O teste de avaliação de equipamento Veggie, irá avaliar um novo sistema de crescimento de vegetais que pode tornar possível a ingestão de plantas criadas na estação espacial. A ‘Veggie‘ fornece a iluminação e a entrega de nutrientes para um crescimento eficiente de plantas no espaço. As plantes que se desenvolvem no Veggie pode ser utilizadas em muitos aspectos, desde a investigação até propósitos educacionais, passando por uma fonte de alimentos frescos e por actividades de jardinagem recreacionais para as missões de longa duração, que eventualmente irão incluir missões aos asteróides e a Marte.

A Optical Payload for Lasercomm Science (OPALS) irá testar a utilização potencial de um laser para transmitir dados para a Terra a partir do espaço. Em vez de ser transmitida em ondas de rádio, os dados são agrupados em pacotes de informação de raios laser e orientados para uma estação receptora na Terra. As transmissões por ondas de rádio são limitadas pela velocidade à qual se pode proceder à transmissão de dados, mas a informação enviada através de laser pode grandemente aumentar a quantidade de informação transmitida no mesmo período de tempo.

A Soyuz TMA-12M também transportou equipamentos para a investigação Microbiome, que irá continuar os estudos sobre o impacto das viagens espaciais no sistema imunitário e nos micribiomios humanos, o nome científico para os muitos micróbios que vivem no corpo humano num determinado período. Tal como nas expedições anteriores, serão obtidas de forma periódica amostras dos corpos dos tripulantes bem como do ambiente da estação para assim se monitorizar as alterações no sistema imunitário e nos micriobiómios. O resultado deste estudo irá aumentar a investigação sobre os impactos na saúde de quem vive e trabalha em ambientes extremos na Terra e ajudar na investigação da detecção precoce de doenças, e deficiências nas funções metabólicas e no sistema imunitário.

2014-03-27 23_50_27-NASA Public

2014-03-27 23_51_26-NASA Public

Imagens: NASATV

Deixe um comentário