Soyuz MS-07 – Preparativos para a missão (V)



No dia 14 de Dezembro procedeu-se à montagem final do foguetão lançador da Soyuz MS-07.

O processo de montagem iniciou-se com a integração do sistema de emergência com o topo do Módulo Orbital contendo a cápsula espacial Soyuz MS-07 que havia sido transportado no dia anterior das instalações de processamento e teste MIK-254 para as instalações de integração e montagem do foguetão lançador.

Terminada a montagem do sistema de emergência, o conjunto foi acoplado com o último estágio (Blok-I) do foguetão lançador e posteriormente com o estágio central (Blok-A).

No mesmo dia teve lugar a reunião da Comissão Estatal e da Comissão Técnica que analisaram todos os preparativos para o lançamento tanto relacionados com a tripulação, bem como com a cápsula espacial Soyuz MS-07, com o foguetão lançador 11A511U-FG Soyuz-FG e com as instalações de lançamento do Complexo de Lançamento LC1 e da Plataforma de Lançamento PU-5 (17P32-5) ‘Gagarinskiy Start’. No final desta reunião foi dada autorização para se proceder com o transporte do lançador para a plataforma de lançamento.

A tripulação principal da Soyuz MS-07 é composta pelo cosmonauta Anton Nikolayevich Shkaplerov (Comandante – Roscosmos, Rússia), pelo astronauta Scott David Tingle (Engenheiro de Voo n.º 1 – NASA, EUA) e pelo astronauta Norishige Kanai (Engenheiro de Voo n.º 2 – JAXA, Japão). Por seu lado, a tripulação suplente é composta pelo cosmonauta Sergei Valerievich Prokopyev (Comandante – Roscosmos, Rússia), pelo astronauta Alexander Gerst (Engenheiro de Voo n.º 1 – ESA, Alemanha) e pela astronauta Jeanette Jo Epps (Engenheira de Voo n.º 2 – NASA, EUA).

O lançamento da Soyuz MS-07 está previsto para as 0721UTC do dia 17 de Dezembro de 2017 e será levado a cabo pelo foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (R15000-061) a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur.

Anton N. Shkaplerov, Scott D. Tingle e Norishige Kanai farão parte da Expedição 54/55 a bordo da estação espacial internacional.

Imagens: RKK Energia

Deixe um comentário