Sentinel-1 observa deslizamento de terra em Mocoa



A cobertura do radar Sentinel-1 do antes e depois do deslizamento de terra, a 1 de Abril de 2017, em Mocoa, na Colômbia, mostra a extensão do movimento do desastre que matou mais de 260 pessoas, feriu centenas e deixou vários desalojados.

Despoletado por fortes chuvas, o deslizamento de terra causou o maior movimento (vermelho) no topo de uma montanha. Em seguida, empurrou lama para baixo através da cidade de Mocoa (verde) e atravessou o rio nas proximidades.

A capacidade de radar do Sentinel-1 para “ver” através das nuvens, chuva e escuridão torna-o particularmente útil para monitorizar áreas com cobertura frequente de nuvens. As imagens adquiridas antes e depois de eventos como inundações, deslizamentos de terra ou terramotos oferecem informações imediatas sobre a extensão das áreas afetadas e apoiam a avaliação de danos materiais e ambientais.

O produto de dados derivado do Sentinel-1 (de verificações a 20 de Março e 1 de Abril) foi sobreposto a uma imagem de radar do Sentinel-1. Sentinel-1 é uma missão de dois satélites para o programa Europeu Copernicus de monitorização do ambiente.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  ,

Deixe um comentário