Rússia vai deixar de usar foguetões Zenit



Zenit-3SLB

A Agência Espacial Russa, Roscosms, anunciou que vai deixar de utilizar os foguetões Zenit a partir de 2018.

Neste momento estão previstos três lançamentos utilizando este foguetão fabricado na Ucrânia, mas depois destes lançamentos todos os satélites que estavam previsto para serem colocados em órbita pelo foguetão Zenit serão transferidos para o foguetão Angara.

A empresa que fabrica o lançador ucraniano está a mergulhar na falência com ganhos de apenas 28 milhões de dólares em 2014 (dos 250 milhões de dólares em 2011). Actualmente, os funcionários da Yuzmash encontram-se num período de férias de dois meses sem vencimento e provavelmente a maior parte destes funcionários já não irá regressar ao trabalho.

A decisão de deixar de parte os foguetões Zenit partiu na nova direcção da Roscosmos. Em Dezembro de 2014, representantes da agência espacial Russa haviam referido ao jornal Izvestia que a agência era a favor da utilização destes foguetões. Na altura, o plano era o de realizar três lançamentos com foguetões Zenit entre 2016 e 2018 (dois satélites meteorológicos Elektro-L e o observatório astrofísico Spektr-RG), além de dois lançamentos previstos para 2015.

Neste momento dois lançadores estão prontos e foram entregues à Rússia, sendo um utilizado para colocar em órbita o satélite Elektro-L n.º 2 em Junho de 2015 e outro deveria lançar o Spektr-RG em 2017. Segundo a TsENKI não haverá problemas com o lançamento do Elektro-L n.º 2 em Junho, mas o lançamento do Spektr-RG encontra-se em causa devido às incertezas que rodeiam a Yuzhmash, pois em 2017 já não deverão haver especialistas desta empresa para auxiliarem nos preparativos para o lançamento e muito menos haverão peças sobressalentes para o foguetão caso seja necessário.

Outro lançador Zenit encontra-se na fase de montagem nas instalações da empresa Ucraniana e que se destinava ao lançamento do satélite Ucraniano Lybid, mas a Yuzhmas não tem meios financeiros para adquirir um motor Russo RD-171 bem como os sistemas de controlo para o lançador.

Deixe um comentário