Rosetta e Philae separam-se



Philae_separation_node_full_image_2a

Seguindo-se a uma noite de decisões críticas, de avaliações Sim/Não, a Rosetta e o Philae podem separar-se. Esta será a primeira missão na história em que se irá poisar num cometa.

Durante verificações no estado do módulo de aterragem, foi descoberto que o sistema de descida activo, que fornece propulsão para evitar o ressalto no momento da descida, não poderá ser activado.

Na descida, o trem de aterragem irá absorver as forças da aterragem enquanto o gelo se enrosca em cada um dos pés da sonda e um sistema de arpão irá prender o Philae à superfície. Ao mesmo tempo, o propulsor no topo do lander deverá puxar para baixo para contrabalançar o impulso do arpão transmitido na direcção oposta.

O propulsor de gás frio no topo do lander parece não estar a trabalhar por isso teremos de o confiar nos arpões para a descida,” diz Stephan Ulamec, o responsável pelo Philae no DLR German Aerospace Center.

Rosetta_s_trajectory_12_November_node_full_image_2a

Precisaremos de alguma sorte para não poisar num pedregulho ou encosta íngreme.”

Houve vários problemas com a preparação dos trabalhos durante a noite mas mesmo assim decidimos dar o ok à separação,” diz Paolo Ferri, responsável das operações de missão da ESA.

Assim, e apesar das preocupações relativas ao momento da descida, a separação irá decorrer tal como planeado.

A separação irá ocorrer no espaço às 08:35 GMT / 09:35 CET, mas tardarão 28 minutos e 20 segundos até que os sinais de rádio enviados pela Rosetta cheguem à Terra e seja transferido para o Centro de Controle da Missão, no Centro de Operações Espaciais da ESA, em Darmstadt, Alemanha.

Isto quer dizer que temos de esperar até às 09:03 GMT / 10:03 CET para receber a confirmação de que a separação ocorreu de forma correta.

As decisões de Sim/Não que levaram a este passo histórico iniciaram-se ontem à noite, às 19:00 GMT / 20:00 CET, com a primeira confirmação de que a Rosetta está na órbita correta para a entrega do Philae à superfície, no tempo desejado.

O segundo Sim foi dado à meia-noite (GMT), confirmando que os comandos para controlar a separação e a entrega estão completamente e prontos a serem enviados para a Rosetta. O Sim também confirmou que a Rosetta está de boa saúde e pronta a cumprir as suas funções.

Às 02:35 GMT / 03:35 CET a saúde do Philae foi confirmada, fornecendo a verificação final de que o módulo de aterragem está pronto para a histórica aterragem no cometa.

A manobra final da Rosetta foi feita às 07:35 GMT / 08:35 CET, o que está a levar a Rosetta até a um ponto a cerca de 22,5 km do centro do cometa para a separação.

A manobra foi seguida pela decisão final de Sim/Não que verificou que as duas naves, a órbita, as estações em terra, os sistemas em terra e as equipas, tudo estava a postos.

Depois da separação, não saberemos do Philae durante um par de horas até que o módulo estabeleça comunicação com a Rosetta. O Philae não pode enviar os seus dados para a Terra directamente – apenas via Rosetta.

A descida à superfície do Cometa 67P/Churyumov–Gerasimenko irá demorar cerca de sete horas, pelo que a confirmação de uma aterragem bem sucedida é esperada numa janela temporal de uma hora, à volta das 17:02 GMT / 18:02 CET.

Siga o evento em direto em: esa.int/rosetta

Notícia e imagens: ESA

Deixe um comentário