Regressos e reentradas (51)



Reentrada 02

Entre 23 de Outubro e 8 de Novembro de 2016 registou-se a reentrada de dois satélites e de cinco estágios superiores, além de um regresso à Terra.

Obviamente, outros objectos reentraram na atmosfera neste período, no entanto os objectos aqui listados são apenas os objectos principais resultantes de cada lançamento orbital (cargas operacionais e estágios superiores), excluindo-se os objectos classificados como detritos ou mesmo aqueles descartados a partir da estação espacial internacional (exceptuando, claro está, os satélites operacionais) e a partir de satélites operacionais e que são usualmente classificados como ‘detritos espaciais’.

O estágio superior  Blok-I (41821 2016-063B) do foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (R15000-059) reentrou na atmosfera a 24 de Outubro. Este estágio foi utilizado para colocar em órbita a cápsula espacial tripulada Soyuz MS-02 no dia 19 de Outubro. A reentrada deu-se 5 dias após o lançamento.

O satélite VesselSat-2 (38047 2012-001B) reentrou na atmosfera a 27 de Outubro após permanecer 1.753 dias em órbita. O VesselSat-2 foi lançado como carga secundária pelo foguetão CZ-4B Chang Zheng-4B (Y26) às 0317:09,979UTC do dia 9 de Janeiro de 2012 a partir da Plataforma de Lançamento LC9 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan. Também designado Orbcomm FM43, o satélite transportava um sensor Automatic Identification System (AIS) que permitia o seguimento de navios nos mares.

O satélite militar Japonês IGS-3A (29393 2006-037A) reentrou na atmosfera terrestre pelas 1700UTC (segundo Jonathan McDowell) do dia 29 de Outubro, após permanecer 3.701 dias em órbita. O satélite foi lançado às 0435UTC do dia 11 de Setembro de 2006 pelo foguetão H-2A/202 (F10) a partir da Plataforma de Lançamento LP1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima. O IGS-3A era um satélite militar de observação óptica.

A cápsula espacial tripulada Soyuz MS-01 (41639 2016-044A) regressou à Terra a 30 de Outubro, após permanecer em órbita 115 dias. A bordo estavam Anatoli Ivanishin, Takuya Onishi e Kathleen Rubins.

O estágio superior ESC-A (35497 2009-035B) do foguetão Ariane-5ECA (L547/V189) que foi utilizado para colocar em órbita o satélite de comunicações TerreStar a 1 de Julho de 2009, reentrou na atmosfera às 1511UTC (segundo Jonathan McDowell) do dia 31 de Outubro, após permanecer 2.679 dias em órbita. 

No dia 2 de Novembro, reentrou na atmosfera o estágio superior AVUM (38086 2012-006K). Este estágio foi utilizado no primeiro lançamento do foguetão Europeu Vega a 13 de Fevereiro de 2012. A sua reentrada dá-se 1.724 dias após o seu lançamento.

O estágio superior (41813 2016-061B) do foguetão CZ-2F/G Chang Zheng-2F/G (Y11) que serviu para colocar em órbita a cápsula espacial tripulada SZ-11 Shenzhou-11, reentrou na atmosfera a 4 de Novembro, 19 dias após o seu lançamento desde o Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan.

O estágio superior (41819 2016-062B) do foguetão Antares-230, reentrou na atmosfera a 6 de Novembro. O Antares-230 serviu para colocar em órbita o veículo de carga Cygnus OA-5 (CRS5) ‘SS Alan Poindexter’ em direcção à estação espacial internacional. O seu lançamento teve lugar a 17 de Outubro e a reentrada deu-se 18 dias mais tarde.

Próximas reentradas:

 

S-Cube (40898 1998-067GY) – 19 de Novembro

Deixe um comentário