Regresso ao azul



Como se prepara para as missões espaciais na Terra? Uma das formas é simular uma expedição para o espaço debaixo de água. Ontem, seis astronautas mergulharam quase 20 m até ao fundo do mar, onde passarão 10 dias a viver e a trabalhar debaixo das ondas.

A equipa que participa da NEEMO 22, a 22ª missão de Operações de Missão em Ambiente Extremo da NASA (NASA Extreme Environment Mission Operations), é composta por astronautas, técnicos e cientistas que estão agora a bordo do habitat subaquático Aquarius na costa da Florida.

O habitat actua como uma base espacial improvisada para os astronautas fazerem “caminhadas na água” regulares, com equipamentos de mergulho completos, e ao ajustar a sua flutuabilidade, podem simular os níveis de gravidade encontrados na Lua, em Marte e em asteroides.

O astronauta da NASA, Kjell Lindgren, será o comandante desta missão, que se concentrará nas caminhadas espaciais de exploração e tarefas baseadas na Estação Espacial Internacional. Estará acompanhado pelo astronauta Pedro Duque da ESA, pelo cientista planetário Trevor Gradd e pelo cientista de pesquisa Dom D’Agostino, bem como por dois técnicos de apoio.

Apoio à caminhada lunar

Testando o auxílio à caminhada lunar

Os objetivos deste ano incluem testar tecnologia para investigar equipamentos e estudos de composição corporal e sono.

A equipa também avaliará o novo equipamento da ESA para ajudar a evacuar os astronautas aquando duma caminhada espacial lunar. O conceito de Montagem do Sistema de Evacuação Lunar (LESA – Lunar Evacuation System Assembly) foi desenvolvido e testado no centro de astronautas da ESA, em Colónia, na Alemanha.

Quando há uma saída no espaço, os astronautas sempre saem para o exterior aos pares, por segurança. A LESA permitirá que um astronauta transporte um colega em dificuldades de volta à base e seja resgatado. O sistema foi testado na instalação de flutuabilidade neutra da ESA e agora será submetido a um teste operacional durante a NEEMO.

Debaixo de água e acima

Uma equipa de mergulhadores apoia a missão acima do solo, actuando como controlo da missão, bem como na água como mergulhadores de apoio. Complementando a equipa da NASA, o astronauta da ESA, Andreas Mogensen, que viajou para a Estação Espacial em 2015 e também um aquanauta veterano, o treinador de astronautas da ESA, Hervé Stevenin e a Eurocom da ESA Andrea Boyd, o astronauta japonês Aki Hoshide junta-se como Capcom.

As agências espaciais estão sempre à procura de formas para preparar e treinar para voos espaciais sem sair da Terra. A ESA envia astronautas para as cavernas sicilianas e a NASA vai debaixo de água. Os astronautas de todos os parceiros da Estação Espacial juntam-se para tornar a experiência tão realista quanto possível – trabalhar de forma eficiente e segura, com uma equipa culturalmente diversificada, faz parte do pacote.

No ano passado, Pedro participou do curso de formação em cavernas da ESA juntamente com Aki. Andreas e Kjell conhecem-se bem, desde quando estiveram juntos na Estação Espacial Internacional, durante a missão “Iriss” de 10 dias de Andreas, em 2015.

Siga a 22ª missão NEEMO ao vivo via nasa.gov/NEEMO

Controlo da missão NEEMO 22
 
Notícia e imagens: ESA
Texto corrigido para a Língua Portuguesa pré-AO90
Tags:  , ,

Deixe um comentário