Quinto e último ATV com lançamento marcado para a próxima semana



Acoplagem ATV

Está marcado o lançamento do quinto e último Veículo de Transferência Automatizado, previsto para a noite de 24 de Julho (25 de Julho 01:43 GMT, 25 de Julho 03:43 CEST), a partir do Porto Espacial Europeu de Kourou, na Guiana Francesa, num foguete Ariane 5ES. Irá acoplar na Estação Espacial Internacional a 12 de Agosto, onde ficará seis meses, altura em que reentrará na atmosfera terrestre, marcando o fim de um programa de sucesso.

O ATV é a nave mais complexa, alguma vez construída na Europa, combinando uma capacidade de rendezvous automatizada com a uma grande a segurança, em órbita e no chão.

Desde a sua primeira viagem, em marco de 2008, o ATV tem sido um parceiro indispensável no programa da Estação Espacial Internacional. De todos os veículos que abastecem este posto orbital, é o que tem a maior capacidade de carga, transportando carga líquida e seca e reposicionando o ATV na sua órbita.

Apesar de não ser desenhado para transportar astronautas, o ATV é pressurizado, servindo como um espaço adicional para trabalhar e guardar material, enquanto está acoplado à Estação. E quando regressa, ao fim de seis meses, o veículo transporta lixo para queimar, enquanto reentra na atmosfera por cima de uma zona não habitada do Pacífico Sul.

Além das suas funções principais, o ATV-5 – que recebeu o nome do cientista belga Georges Lemaître, que pela primeira vez formulou a Teoria do Big Bang – irá testar hardware e procedimentos para ajudar na preparação de transportes espaciais do futuro.

Uma das experiências é o o LIRIS – sensor de imagem de laser de infravermelhos experimental – para o desenvolvimento de orientação, navegação e sistemas de controlo para rendezvous com alvos não-cooperativos, tais como o lixo espacial ou asteroides.

“O Georges Lemaître pode ser o último ATV, mas o programa é apenas o primeiro passo importante na aventura espacial humana da ESA,” diz Thomas Reiter, Diretor da ESA para o Voo Tripulado e Operações.

 “O porgrama do ATV ajudou a gerar tecnologias chave que irão servir como uma base sólida para o transporte humano futuro.”

A tecnologia do ATV está a ajudar-nos no desenho do Módulo Europeu de Serviço para o Veículo Orion da NASA, que irá transportar astronautas e carga em missões futuras de exploração para além da órbita da Terra.

A ESA irá fornecer dois módulos para o Orion: um para o voo inaugural em 2017, outro para a primeira missão operacional, em 2021. A primeira revisão do projeto terminou a 23 de maio.

Além disso, a tecnologia do ATV pode ser usada para outras competências, tais como a recolha de amostras do espaço, operações de reboque espacial e reparações orbitais. Instalações de controle, simuladores e restante hardware desenvolvidos para o programa poderiam ser integrados em projectos futuros de transporte espacial.

A Airbus é o principal parceiro industrial para a construção do ATV, enquanto a Thales Alenia Space Italy forneceu o revestimento e o compartimento de carga. Mais de trinta empresas de10 países europeus, a Rússia e os Estados Unidos participam no programa, envolvendo cerca de duas mil pessoas na ESA e na indústria.

Notícia e imagem: ESA

Deixe um comentário