Próximo Falcon-9 irá tentar uma amaragem suave



Z2A4-350x137

A SpaceX deverá dar um novo passo em direcção da total reutilização do seu foguetão Falcon-9 no próximo mês de Março, quando o primeiro estágio do lançador será comandado de volta à Terra para uma amaragem suave. O foguetão CRS-3/SpX-3 Falcon-9 V1.1 irá também estar equipado pela primeira vez com suportes de aterragem na sua parte posterior, segundo referiu o co-fundador da SpaceX Tom Mueller.

F9-R

O próximo lançamento do foguetão Falcon-9 v1.1 está previsto para 16 de Março, tendo como missão o lançamento da missão CRS-3/SpX-3 Dragon que utilizará pela primeira vez a versão melhorada do foguetão para um lançamento para a estação espacial internacional.

Lançado desde a área da SpaceX no Cabo Canaveral (Complexo de Lançamento 40, SLC-40), o Falcon-9 v1.1 realizará o seu quarto lançamento desde a introdução dos melhoramentos no veículo, e o terceiro desde o SLC-40.

Porém, juntamente com o seu primeiro voo tendo como passageiro o veículo Dragon, o próximo Falcon-9 v1.1 irá também conter suportes («pernas») de aterragem, permitindo assim o próximo objectivo na direcção da sua reutilização total.

O voo inaugural do Falcon-9 v1.1 – transportando o satélite CASSIOPE – envolveu o primeiro teste da ‘propulsão de regresso’ do primeiro estágio, enquanto que algumas fontes referem que um teste semelhante foi também realizado na missão de lançamento do satélite de comunicações SES-8, ou pelo menos a reignição do primeiro estágio após a sua separação do segundo estágio. Não foi confirmado se a mais recente missão do Falcon-9 v1.1 ao lançar o satélite Thaicom-6, também levou a cabo algum tipo de ensaio.

Z3A1Segundo um discurso feito por Tom Mueller, co-fundador e vice-presidente para a propulsão da SpaceX, realizado no evento “Exploring the Next Frontier: The Commercialization of Space is Lifting Off” que teve lugar em Santa Bárbara, Califórnia, no dia 19 de Fevereiro de 2014, o primeiro estágio do lançador utilizado no lançamento do CASSIOPE, despenhou-se no oceano durante o teste de regresso. O problema esteve relacionado com uma rotação do estágio durante o seu regresso, causando a centrifugação do combustível.

Segundo Mueller, as chicanas existentes nos tanques não estavam projectadas para esse tipo de forças, levando a que alguns destroços entrassem nos motores levando à sua desactivação prematura.

Z3A1aHá já muito tempo que correm rumores que o Falcon-9 que será utilizado na missão CRS-3 pode estar equipado com suportes de aterragem na sua parte posterior. Membros da SpaceX não têm respondido a questões enviadas pela NASASpaceFlight.com no mês passado e relacionadas com os esforços em direcção à reutilização.

Porém, graças a questões colocadas a Tom Mueller por um membro da NASASpaceFlight.com que assistiu ao evento realizado no Central Coast MIT Enterprise Forum, o co-fundador da SpaceX – que deu autorização para as suas declarações fossem reproduzidas – confirmou que de facto esses suportes de aterragem foram instalados no Falcon-9 v1.1 para a missão CRS-3.

Muller sublinhou que o objectivo é o de levar a cabo uma descida suave na água, após o primeiro estágio se propulsionar de regresso à Terra após a sua função de auxiliar no lançamento do veículo de carga Dragon.

Z3As primeira imagens dos suportes de aterragem foram reveladas através de fotografias obtidas por residentes locais juntamente com recentes imagens de vídeo nas instalações de teste da SpaceX em McGregor, Texas, em Janeiro passado, com as estruturas acopladas ao veículo de teste Grasshopper-2. O Grasshopper-2 está actualmente a ser testado com ignições estáticas, antecipando o que se espera ser um voo de ensaio no Texas antes do veículo  ser enviado para o Spaceport America, Novo México, onde realizará ensaios a altitudes mais elevadas.

Para o Falcon-9 CRS-3, os suportes serão armazenados na parte posterior do primeiro estágio durante o lançamento, antes de – pelo menos tendo em atenção o seu desenho – serem colocadas em posição através de cilindros pneumáticos actuados por hélio comprimido quando o estágio se encontrar na fase final da sua descida propulsionada.

Z5Elon Musk, director da SpaceX, referiu que o desenho é baseado num pistão telescópico que utiliza hélio a alta pressão, dado os requisitos do sistema para ser ultra-leve. 

Não é certo quantos objectivos serão atingidos pelo Falcon-9 CRS-3, com Mueller a adicionar que os próximos passos no programa de desenvolvimento incluem um lançamento sub-orbital de ensaio que terá como objectivo a recolha de dados de reentrada.

Mueller também forneceu detalhes adicionais sobre os planos da SpaceX para o veículo lançador que tem como objectivo missões a Marte, notando de forma especial o actual progresso de desenvolvimento com o motor Raptor.

Artigo original, CRS-3 Falcon 9 first stage to sport legs and attempt soft splashdown por Chris Bergin. Traduzido e utilizado com autorização.

Deixe um comentário