Problemas ameaçam missão do Progress M-27M



M-27M 60

Após o que aparentemente tinha sido um lançamento bem sucedido, o veículo de carga Russo, Progress M-27M, está a debater-se com vários problemas que podem ameaçar o sucesso da sua missão.

O lançamento do veículo de carga 11F615A60 n.º 426 (11Ф615А60 n.º 426), que recebeu a designação Progress M-27M (Прогресс М-27М), teve lugar às 0709:50UTC do dia 28 de Abril de 2015 e foi levado a cabo pelo foguetão 14A14-1A Soyuz-2-1A (G15000-022) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) do Cosmódromo de Baikonur.

O lançamento decorreu aparentemente sem problemas com o final da queima e separação do primeiro estágio (constituído pelos quatro propulsores laterais) teve lugar a T+1m 57s. O final da queima do estágio central (Blok-A) ocorria a T+4m 37s, com a separação entre o segundo e o terceiro estágio a ter lugar a T+4m 48s. A separação das duas metades da carenagem de protecção, agora desnecessária, ocorria a T+4m 57s, e o terceiro estágio a entra em ignição logo de seguida. A separação da grelha de ligação entre o segundo e o terceiro estágio (esta secção divide-se em três partes após a separação) ocorre nesta altura. O terceiro estágio (Blok-I) coloca o veículo em órbita terrestre com a sua queima a terminar a T+8m 45s e a separação do Progress M-27M a ter lugar a T+8m 49s (0718:39UTC) .

M-27M 57

M-27M 58

M-27M 59

As informações iniciais indicaram que não seria possível confirmar a abertura das antenas do sistema de encontro e acoplagem KURS devido à telemetria intermitente proveniente do veículo. Mais tarde era adiantado que o Progress M-27M teria do colocado numa órbita não prevista com um apogeu 30 km acima do previsto e um perigeu na ordem dos 120 km, o que fazia a órbita demasiado instável e com a possibilidade do veículo reentrar na atmosfera caso na realizasse uma manobra para elevar o seu perigeu. No entanto, os dados revelados pelas redes de seguimento Norte-americanas parecem estar errados.

Entretanto, foi revelado que não foi recebida qualquer comunicação ou sinal de telemetria por parte do Progress M-27M numa recente passagem por uma zona de comunicações com o Centro de Controlo de Missão (TsUP) em Korolev, arredores de Moscovo. Os especialistas Russos estão reunidos para analisar a situação e decidir que acções tomar para resolver o problema.

A acoplagem foi adiada para o dia 30 de Abril.

Mais informações brevemente…

Imagens: RKK Energia

Deixe um comentário