Primeiro passeio espacial da missão do Endeavour



O 156º passeio espacial dedicado à construção ou manutenção da estação espacial internacional teve hoje lugar, acumulando um total de 980 horas e 12 minutos passados no exterior da ISS.

O passeio espacial teve início às 0711UTC do dia 20 de Maio com os astronautas Andrew Feustel e Gregory Chamitoff a activarem o fornecimento interno de energia dos seus fatos extraveículares. Ao contrário do que acontece com os passeios espaciais russos, no caso das actividades extraveículares realizadas com fatos norte-americanos o tempo decorrido desde o início das actividades é contado a partir da activação da energia interna dos fatos. Nesta activiadde extraveícular a despressurização da escotilha de acesso ao exterior a partir do módulo Quest foi terminada às 0710UTC (iniciando-se às 0637UTC).

Este foi oquarto passeio espacial de Feustel e o primeiro de Chamitoff.

Logo após a saída da escotilha os dois astronautas reuniram os equipamentos necessários e deslocaram-se para o primeiro local de trabalh, o Express Logistics Carrier-2 (ELC2). Aqui, os astronautas recolheram duas experiências de exposição de materiais às condições do espaço. As experiência serão trazidas de volta para a Terra a bordo do Endeavour. Pelas 0750UTC a primeira experiência (MISSE-7A – Materials International Space Station Experiment-7A) foi recolhida por Alvin Drew. Esta experiência havia sido colocada no exterior da ISS pelo astronauta Randy Bresnick durante a missão STS-129 levada a cabo em Novembro de 2009. A experiência MISSE-7B foi recolhida às 0755UTC pelo astronauta Gregory Chamitoff. As duas experiências foram colocadas no porão de carga do vaivém espacial pelas 0832UTC.

Após a recolha das experiências os astronautas dedicaram-se a tarefas distintas. Enquanto que Drew recolhia a experiência MISSE-8 do porão de carga do Endeavour para ser colocada na ISS (0856UTC), Chamitoff procedeu à instalação de um dispositivo de iluminação no exterior da ISS (0909UTC).

Após a colocação da MISSE-8, Drew dedicou-se à instalação de um cobertor térmica na junta SARJ (Solar Alpha Rotary Joint) da estrutura da ISS localizada a estirbordo. Esta protecção havia sido removida a quando  Expedição 16.

Pelas 0923UTC, Gregory Chamitoff recolheu um saco de equipamento vazio e colocou-o no interior do Quest, aproveitando para reabastecer o seu fato espacial com oxigénio.


De seguida os dois astronautas procederam ao reabastecimento do sistema de arrefecimento com amoníaco e procederam a trabalhos de manutenção na estrutura exterior da ISS. Após estes trabalhos os dois astronautas dedicaram-se à instalação de antenas de comunicação no exterior da estação. Este trabalho começou pela remoção de dois dispositivos de fixação no exterior do módulo Destiny por parte de Chamitoff. Após a remoção, e aproveitando as zonas de fixação, procedeu-se à instalação das antenas com a primeira a ser fixada às 1123UTC e a segunda às 1135UTC.

Às 1143UTC surgiu a indicação de que o sensor de monitorização de dióxido de carbono no fato extraveícular de Gregory Chamitoff havia deixado de funcionar. Sem este sensor o cálculo da quantidade de consumíveis disponíveis no fato extraveícular não é preciso. Devido a este problema, os dois homens não conseguiram terminar a tarefa de confugurar os cabos das antenas que foram instaladas e foi decidido terminar o passeio espacial mais cedo do que estava inicialmente previsto.

Pelas 1324UTC a escotilha do módulo Quest era encerrada e a actividade extraveicular terminava às 1329UTC com a ligação dos fatos espaciais ao fornecimento de energia da ISS.

A actividade extraveícular teve uma duração de 6 horas e 19 minutos.

Entretanto, fica aqui o resumo em vídeo das actividades do Dia 4 da missão STS-134.


Imagens / Vídeo: NASATV

Deixe um comentário